PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Diego Tavares, compositor do Salgueiro, morre vítima de covid-19

Diego Tavares morreu aos 37 anos, vítima da covid-19 - Reprodução/Twitter
Diego Tavares morreu aos 37 anos, vítima da covid-19 Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

21/09/2020 17h12

Diego Tavares, que fazia parte da ala de compositores do Acadêmicos do Salgueiro, morreu na madrugada de hoje vítima da covid-19. Ele não resistiu à doença e faleceu após ter ficado duas semanas internado em estado grave. Diego tinha 37 anos e deixou uma filha de 8 anos.

"Infelizmente não venceu a luta contra a covid-19, no entanto, foi um verdadeiro campeão em tantas batalhas de versos que serão eternizados em várias agremiações do Carnaval", afirmou a agremiação em nota de pesar divulgada em suas redes sociais.

Pelo Salgueiro, Diego compôs — ao lado de Marcelo Motta, Dilson Marimba, Domingos PS, Ribeirinho e Tico do Gato — o samba de 2012 e ajudou a escola a alcançar o vice-campeonato com o enredo "Cordel Branco e Encarnado".

Salgueiro já havia adiado a disputa de samba

A disputa de samba-enredo do Salgueiro para o carnaval de 2021 estava prevista para começar no último dia 12, mas a agremiação adiou o evento porque compositores das parcerias inscritas haviam testado positivo para o coronavírus.

"Em um momento delicado como este, a presidência e diretoria entenderam ser mais seguro e justo, postergar o início da disputa para que tenhamos os nossos poetas plenamente recuperados. Informaremos nova data para o concurso oportunamente", afirmou André Vaz, presidente da agremiação, em nota.

O Salgueiro ainda não confirmou uma data para o início da disputa. A escola do bairro carioca do Andaraí levará para a Sapucaí o enredo "Resistência" no próximo carnaval.

Homenagem de outras escolas

Outras escolas também prestaram homenagem a Diego, como a Unidos da Tijuca, a Estácio de Sá e o Acadêmicos do Sossego.

Homenagem da escola Uruguai

Diego, além de compositor, também era professor de geografia formado pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e dava aulas na Escola Municipal Uruguai, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro.

"Muito querido por servidores e estudantes, Diego foi homenageado pelos formandos do 9º ano em 2019. Ficamos com as boas lembranças, com sua alegria, as risadas que eram sua marca registrada", afirmou a escola em nota publicada em seu Facebook.

Rio de Janeiro