PUBLICIDADE
Topo

Red Bull Bragantino

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Por que o Red Bull Bragantino questiona linha torta do VAR contra Botafogo

Red Bull Bragantino exibe suposto desacerto entre linhas do VAR e as do campo em jogo contra Botafogo - Reprodução/Red Bull Bragantino
Red Bull Bragantino exibe suposto desacerto entre linhas do VAR e as do campo em jogo contra Botafogo Imagem: Reprodução/Red Bull Bragantino
Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

05/07/2022 16h10

Classificação e Jogos

O Red Bull Bragantino reclama da linha de impedimento traçada pelo VAR em um dos seus gols anulados no jogo diante do Botafogo. Haverá um questionamento formal a CBF porque o entendimento é de que a linha foi traçada erroneamente, sem ser paralela ao fundo do campo. A CBF ainda não se pronunciou.

Quando a partida estava empatada sem gols, o meia-atacante Arthur recebeu uma bola na ponta direita e fez o gol (veja abaixo). A linha foi traçada pela equipe comandada pelo árbitro Wagner Reway e apontou impedimento. Só que a imagem exibida pela TV mostra que as linhas do VAR não estão paralelas às faixas do gramado de tons verde-escuro e verde-claro.

Arthur, do Red Bull Bragantino, impedido? - Reprodução/Red Bull Bragantino - Reprodução/Red Bull Bragantino
Câmera do Red Bull Bragantino mostra lance em que impedimento de Arthur (acima, na ponta da direita) foi marcado
Imagem: Reprodução/Red Bull Bragantino

A questão é que a diretoria do Red Bull levantou outros dois lances de impedimento no estádio em Bragança e as linhas de VAR traçadas estão, sim, paralelas às faixas do campo. Mais: as faixas são feitas por uma máquina de corte de grama e são exatamente paralelas à linha de fundo, e perpendiculares às linhas laterais. Todas as imagens acessadas pelo blog do campo do Red Bull mostram as cores paralelas à linha de fundo e da área.

Quem trabalha com o VAR, inclusive, explica que as faixas de corte são usadas como referência na calibragem do equipamento, justamente com a linha de fundo.

Além disso, o Red Bull entende que, na realidade, Kanu seria o último homem do Botafogo e deveria ser a referência para traçar a linha de impedimento. Outro problema é que a CBF não apresentou durante a transmissão a imagem da linha sendo traçada ao vivo como prometera a chefia da comissão de arbitragem.

O clube de Bragança considera portanto que está claro que a linha foi traçada errada pela equipe de Reway. Não há certeza se Arthur estava em condição ou não de jogo, isto é, se o gol é legal. O mecanismo teria de ser refeito.

Desde que está funcionamento, o VAR da CBF já foi questionado por não funcionar em jogos por falta de calibragem, por errar a marcação do tempo da bola para verificar o impedimento ou o último homem da defesa.

Questionado, o chefe da comissão de arbitragem, Wilson Seneme, ainda não respondeu sobre a análise do lance, nem a CBF divulgou imagens da análise do VAR.