PUBLICIDADE
Topo

Com samba de Marcelo Adnet, São Clemente aborda malandragem e cita o VAR

Humorista Marcelo Adnet posa ao lado das Baianas da São Clemente, escola para a qual escreveu a letra do samba - Reprodução / Instagram @marceloadnet0
Humorista Marcelo Adnet posa ao lado das Baianas da São Clemente, escola para a qual escreveu a letra do samba Imagem: Reprodução / Instagram @marceloadnet0

Colaboração para o UOL

Em São Paulo

27/01/2020 18h59

Escola da zona Sul do Rio de Janeiro, a São Clemente vem para sua décima participação seguida no Grupo Especial do Carnaval do Rio. No entanto a agremiação nunca conseguiu um resultado expressivo: o melhor foi um oitavo lugar em 2015.

Para 2020, a São Clemente traz como tema de seu desfile "O Conto do Vigário". A escola vai falar de política e malandragem.

"No Brasil, a malandragem é institucional, carimbada, registrada e homologada em 10 vias no cartório. Este rincão não é para amadores: de dois em dois anos o povo tem que escolher a melhor promessa", escreveu o carnavalesco Jorge Silveira.

Nem o árbitro de vídeo, conhecido como VAR, escapou dos autores do samba-enredo - o humorista Marcelo Adnet é um dos compositores. A tecnologia introduzida no futebol e em outras modalidades para analisar lances duvidosos aparece na letra. "Chamou o VAR, tá grampeado", diz trecho.

De acordo com a programação do Carnaval do Rio de Janeiro, a São Clemente será a primeira escola a desfilar no segundo dia do Grupo Especial, na segunda-feira (24 de fevereiro), às 21h30, na Marquês da Sapucaí.

Filha do presidente da escola, Raphaela Gomes segue como a rainha de bateria.

SAMBA-ENREDO

"O Conto do Vigário"

Autores: Marcelo Adnet , André Carvalho, Pedro Machado, Gustavo Albuquerque, Gabriel Machado, Camilo Jorge, Luiz Carlos França e Raphael Candeia.

Intérpretes: Leozinho, Bruno Ribas e Grazzi Brasil

LETRA

O sino toca na capela e anuncia
Nossa Senhora, começou a confusão!
Quem vai ficar com a imagem de Maria?
O burro vai tomar a decisão
Mas o jogo estava armado
Era o conto do vigário
Nessa terra fértil de enredo
Se aprende desde cedo
Todo papo que se planta dá
Dom João deu uma volta em Napoleão
Fez da colônia dos malandros capital
Trambique, patrimônio nacional

Tem laranja!
"Na minha mão, uma é três e três é dez!"
É o bilhete premiado vendido na rua
Malandro passando terreno na lua!

Hoje, o vigário de gravata
Abençoa a mamata
Lobo em pele de cordeiro
"Trago em três dias seu amor"
"La garantia soy yo!"
"Só trabalho com dinheiro"
Chamou o VAR, tá grampeado
Vazou, deu sururu
Tem marajá puxando férias em Bangu!
Balança na rede
Abre a janela, aperta o coração
O filtro é fantasia da beleza
Na virtual roleta da desilusão

Brasil, compartilhou, viralizou, nem viu!
E o País inteiro assim sambou
"Caiu na fake news!"

Meu povo chegou, ô, ô!
A maré vai virar, laiá!
Na ginga, pra frente, lá vem São Clemente
Sem medo de acreditar!

Mais um show da Fiel Bateria! #SaoClemente #OClementiano

A post shared by São Clemente (@saoclementeoficial) on

Rio de Janeiro