PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Carnaval 2020: veja quem são as rainhas de bateria no Rio de Janeiro

Paolla Oliveira, Lexa e Aline Riscado estão entre as rainhas de bateria das escolas do Rio - Reprodução / Instagram
Paolla Oliveira, Lexa e Aline Riscado estão entre as rainhas de bateria das escolas do Rio Imagem: Reprodução / Instagram

Colaboração para o UOL

Em São Paulo

16/01/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Artistas famosas, como Paolla Oliveira e Lexa, estarão na Sapucaí à frente dos ritmistas
  • "Crias das agremiações", como Evelyn Bastos, da Mangueira, e Raissa de Oliveira, da Beija-Flor, também ganham destaque
  • Os desfiles das escolas do Grupo Especial do Carnaval do Rio acontecem nos dias 23 e 24 de fevereiro

Os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval do Rio 2020, nos dias 23 e 24 de fevereiro, vão levar um time de beldades à frente dos ritmistas.

Entre as rainhas de bateria das escolas, estão: Paolla Oliveira, da Grande Rio, Lexa, da Unidos da Tijuca, a "rainha das rainhas" Viviane Araújo, do Salgueiro, e "crias das agremiações", como Evelyn Bastos, da Mangueira, e Raissa de Oliveira, da Beija-Flor.

Confira quem são as rainhas de bateria de cada escola:

Estácio de Sá - Jack Maia

A Estácio de Sá vai apresentar uma nova rainha neste Carnaval. Trata-se de Jack Maia, que foi coroada em agosto do ano passado, após desfilar por dois anos como musa da escola.

Jack tem 37 anos e é empresária. Antes da Estácio, ela reinou por sete anos consecutivos à frente da bateria da Acadêmicos de Santa Cruz, do Grupo A.

Viradouro - Raissa Machado

Pelo sétimo ano seguido, Raissa Machado será a rainha de bateria da Viradouro. A modelo e empresária de 36 anos costuma publicar em suas redes sociais fotos dos ensaios e exaltar seu amor pela agremiação.

Mãe de uma menina, Nicole, de 5 anos, ela tem uma longa estrada na folia. Já passou por escolas como Beija-Flor e Mocidade e também já foi rainha do tradicional bloco de rua "Cordão da Bola Preta".

Mangueira - Evelyn Bastos

Evelyn Bastos desfila desde os 4 anos de idade pela Mangueira e há sete é rainha de bateria da escola de samba. Em 2020, ela volta para a avenida para exibir todo seu samba no pé e seu carisma à frente dos ritmistas.

Com 26 anos, Evelyn, formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) em Educação Física, é uma das rainhas mais aclamadas do carnaval carioca.

Paraíso do Tuiuti - Lívia Andrade

Lívia Andrade conquistou de vez o carnaval carioca. A apresentadora do "Fofocalizando", do SBT, é a nova rainha de bateria da Paraíso do Tuiuti, após desfilar em 2019 como musa da escola.

A responsabilidade de Lívia é grande, já que ela está substituindo Carol Marins, que ficou por quatro anos à frente dos ritmistas.

Em São Paulo, a apresentadora de 36 anos já é figurinha carimbada no carnaval, onde desfila desde criança. Ela já passou pela Unidos do Peruche, Leandro de Itaquera, X-9 Paulistana, Acadêmicos do Tucuruvi, Gaviões da Fiel e Império de Casa Verde.

Grande Rio - Paolla Oliveira

Depois de desfilar em 2009 e 2010 à frente da bateria da Grande Rio, Paolla Oliveira retorna ao posto pela escola no Carnaval 2020. A atriz de 37 anos recebeu em março do ano passado a coroa de Juliana Paes, até então rainha da agremiação.

"Que delícia voltar depois de 10 anos. Uma paulista no samba, parece que não ia dar certo, mas deu. É clichê, mas o que vale é o que fazemos com o coração. Gosto muito do Carnaval, de estar no coração da bateria. Fico feliz de ver essa comunidade aqui hoje apresentando o samba. Isso faz toda a diferença", disse Paolla na época.

União da Ilha - Gracyanne Barbosa

Pelo terceiro ano seguido, Gracyanne Barbosa será rainha de bateria da União da Ilha. A musa fitness de 36 anos vai exibir seu corpo saradíssimo na avenida na primeira noite de desfiles pela agremiação carioca.

Gracyanne tem experiência no carnaval do Rio. Ela já desfilou pela Portela, Mangueira, Vila Isabel, Salgueiro, Paraíso do Tuiuti e Unidos da Tijuca.

Portela - Bianca Monteiro

Bianca Monteiro frequenta a Portela desde dos 13 anos de idade e em 2017 conquistou o posto que toda passista sonha: virou rainha de bateria.

No Carnaval de 2020, aos 31 anos, ela volta para mostrar o motivo que a faz desfilar pelo quarto ano consecutivo à frente dos ritmistas da Tabajara do Samba: muito samba no pé.

São Clemente - Raphaela Gomes

Filha do presidente da São Clemente, Renatinho Gomes, Raphaela Gomes é rainha de bateria desde os 15 anos, quando entrou para substituir a prima, Bruna Almeida, que engravidou e decidiu abandonar a função para cuidar do filho.

Uma das mais jovens - ela tem 20 anos - a vir à frente dos ritmistas de uma agremiação no Rio, Raphaela promete fazer bonito e provar que merece estar no cargo.

Lançamento do CD Carnaval 2020

A post shared by Raphaela Gomes (@raphaelagomes_) on

Vila Isabel - Aline Riscado

Aline Riscado terá a difícil tarefa neste Carnaval de substituir Sabrina Sato, que ficou por nove anos à frente dos ritmistas da Vila Isabel.

A bailarina de 32 anos foi coroada em meio a polêmicas. Teve que negar os boatos de que a empresa de cerveja da qual é garota-propaganda teria pago R$ 3 milhões para ela ser rainha e que nunca quis "passar a perna" em Sabrina pelo posto na escola de samba.

Aline já foi rainha de bateria da Caprichosos de Pilares, em 2014.

Salgueiro - Viviane Araújo

Considerada a "rainha das rainhas", Viviane Araújo há 12 anos reina absoluta à frente da bateria do Salgueiro. Querida pela comunidade, a atriz é daquelas que frequenta os ensaios e interage com os ritmistas, arriscando até alguns batuques no tamborim.

Aos 44 anos, Vivi também faz bonito no Carnaval de São Paulo, onde é rainha de bateria da Mancha Verde e desfilará pelo 14º no cargo.

Unidos da Tijuca - Lexa

Lexa fará sua estreia como rainha de bateria da Unidos da Tijuca no Carnaval 2020. A cantora de 24 anos já ocupou o cargo ano passado, mas pela Unidos de Bangu, escola da Série A, da qual ela não faz mais parte.

Segundo o UOL apurou, a fantasia da cantora custou R$ 85 mil. Ela justificou o preço da roupa. "Não custa caro à toa. Tem o trabalho de um monte de pessoas que montam aquela fantasia com muita dedicação. Só no dia em que provei, eram cinco profissionais participando do processo. Além disso, não usarei penas este ano. Investi pesado em pedraria", explicou.

Mocidade - Giovana Angélica

Depois de ser musa por três anos seguidos da Mocidade Independente, Giovana Angélica assume em 2020 o cargo de rainha de bateria da escola, antes ocupado por Camila Silva - atual rainha do carnaval do Rio.

Turismóloga e com 34 anos, Giovana frequenta a agremiação desde novinha e quer mostrar a que veio na Sapucaí durante o desfile.

De ontem,... #nemq #mocidade

A post shared by (@giovanaangelica) on

Beija-Flor - Raissa de Oliveira

Raissa de Oliveira volta para a Sapucaí depois de dar à luz sua primeira filha em agosto - ela desfilou grávida, no comecinho da gestação, no Carnaval do ano passado.

Empresária e com 29 anos, Raissa foi precoce na avenida. Ela se tornou rainha de bateria da Beija-Flor aos 12 anos e, desde então, ocupa o posto com orgulho.

Rio de Janeiro