PUBLICIDADE
Topo

Mercado do samba: quem são as principais contratações das escolas em SP

Munik Nunes, carnavalesco Paulo Barros e Tati Minerato estão entre os reforços das escolas do Grupo Especial - Fotos de Leo Franco / AgNews, Eduardo Martins / AgNews e Julio Cesar Gomes / UOL
Munik Nunes, carnavalesco Paulo Barros e Tati Minerato estão entre os reforços das escolas do Grupo Especial Imagem: Fotos de Leo Franco / AgNews, Eduardo Martins / AgNews e Julio Cesar Gomes / UOL

Do UOL

Em São Paulo

19/02/2020 12h00Atualizada em 20/02/2020 10h18

Assim como acontece no futebol, quando as equipes se movimentam no mercado da bola para fortalecer seus elencos, no Carnaval as escolas de samba também fazem contratações para reforçar seus desfiles. É o mercado do samba! Carnavalescos, celebridades, rainhas de bateria, musas, mestres-salas e porta-bandeiras etc. trocam de escola com frequência.

Quem chegou? Quem estreia? Quem saiu? Quem trocou uma escola por outra? O UOL apresenta um raio-X do mercado do samba do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

Rosas de Ouro

Ana Beatriz Godói estreia como rainha de bateria da Rosas de Ouro - Reprodução / Instagram @anabeatrizgodoi
Ana Beatriz Godói estreia como rainha de bateria da Rosas de Ouro
Imagem: Reprodução / Instagram @anabeatrizgodoi

Tradicional escola da zona norte de São Paulo, a Rosas de Ouro terá "Tempos Modernos" como tema de enredo, para abordar a relação entre homem e tecnologia. Uma das novidades da Rosas na avenida será um robô sambista. A grande perda da escola foi a saída de Ellen Roche, que desfilou como rainha de bateria durante 13 anos. Para substituí-la, a escola buscou Ana Beatriz Godói, que era musa da Unidos de Vila Maria. Houve também uma troca de mestre-sala: sai Edgar Carobina e entra Everson Sena.

Vencedora do BBB 16, Munik Nunes faz seu debute como musa da Colorado do Brás - Eduardo Martins/Agnews
Vencedora do BBB 16, Munik Nunes faz seu debute como musa da Colorado do Brás
Imagem: Eduardo Martins/Agnews
Colorado do Brás

A Colorado do Brás busca de seu primeiro título no Grupo Especial, com o tema "Que Rei Sou eu?". O enredo da escola vai contar a história de Dom Sebastião, rei de Portugal entre 1557 a 1578, passando pelos mistérios, lutas, lendas, crenças e outros fatos de sua vida. O principal reforço da agremiação é Munik Nunes, que ficou conhecida após vencer o BBB 16. Ela estreia no Anhembi como musa e promete ousar com uma fantasia que vale R$ 30 mil. A Colorado também terá Camila Prins, primeira madrinha de bateria transexual do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo. Ela substitui Rosângela Barbosa.

Carnavalesco Paulo Barros chega à Gaviões com prestígio pelos quatro títulos no Carnaval do Rio - Julio Cesar Guimaraes/UOL
Carnavalesco Paulo Barros chega à Gaviões com prestígio pelos quatro títulos no Carnaval do Rio
Imagem: Julio Cesar Guimaraes/UOL
Gaviões da Fiel

A Gaviões da Fiel tenta acabar com um jejum de 17 anos sem título no Grupo Especial. Para isso, contratou o badalado carnavalesco Paulo Barros, que carrega no currículo quatro conquistas no Carnaval carioca. Ele fará sua estreia em São Paulo, tendo como parceiro Paulo Menezes, com quem trabalhou na Portela. Outra estreia será a da musa Markelly Oliveira, bailarina do Domingão do Faustão que promete usar uma fantasia mini de R$ 50 mil e com dois quilos de penas, e a da destaque Antonia Fontenelle, que desfilará em São Paulo no ano em que se despede dos desfiles.

Tati Minerato é a musa da Águia de Ouro - Fotos: Leo Franco / AgNews
Tati Minerato é a musa da Águia de Ouro
Imagem: Fotos: Leo Franco / AgNews
Águia de Ouro

A Águia de Ouro terá a sabedoria do homem e a força do pensamento como tema de Carnaval em 2020. O carnavalesco Sidney França foi contratado para assinar o desfile da escola da Zona Oeste de São Paulo. Anderson Rodrigues assume o comando da comissão de frente, e Tati Minerato chega para ser a musa da agremiação, após deixar a Gaviões da Fiel e dizer que foi injustiçada. Deixaram a escola Karoline Morais, uma das quatro musas que vinham à frente da bateria (a escola não tem rainha), e Chris Rabello, que exercia a função de coreógrafa da comissão de frente.

Carla Prata é a musa da Dragões da Real - Leo Franco/Agnews
Carla Prata é a musa da Dragões da Real
Imagem: Leo Franco/Agnews
Dragões da Real

Atual vice-campeã do Carnaval de São Paulo, a Dragões da Real apostará no poder da alegria como tema de seu desfile este ano. A escola homenageará os Doutores da Alegria, com o enredo "A Revolução do Riso - A Arte de Subverter o Mundo pelo Divino Poder da Alegria". A grande novidade no desfile da Dragões será Carla Prata, que chega à agremiação com o status de musa. Na comissão de frente, a coreografia será responsabilidade de Ricardo Negreiros, que substitui Anderson Rodrigues.

Ana Paula Minerato é a nova musa do Tatuapé - Thiago Duran/AgNews
Ana Paula Minerato é a nova musa do Tatuapé
Imagem: Thiago Duran/AgNews
Acadêmicos do Tatuapé

Duas vezes campeã do Grupo Especial em São Paulo, a escola Acadêmicos do Tatuapé homenageará, no Carnaval 2020, a cidade de Atibaia (SP), com o tema de enredo "O ponteio da viola encanta... Sou fruto da terra, raiz desse chão... canto Atibaia do meu coração". A agremiação perdeu Renata Spallicci para a Barroca Zona Sul, mas trouxe Ana Paula Minerato para brilhar como musa.

Theba Pitylla estreia como madrinha de bateria - Alexandre Shcneider/UOL
Theba Pitylla estreia como madrinha de bateria
Imagem: Alexandre Shcneider/UOL
Império de Casa Verde

Uma das escolas mais novas do Carnaval de São Paulo, fundada em 1994, a Império de Casa Verde terá a cultura libanesa como tema em seu desfile deste ano. No mercado do samba, a agremiação da Zona Norte perdeu Lívia Andrade para a Paraíso do Tuiuti, do Rio de Janeiro. Para compensar, a Império terá Theba Pitylla estreando como madrinha de bateria — apesar de frequentar a escola há 17 anos, a dançarina será madrinha pela primeira vez.

X-9 Paulistana

Duas vezes campeã do Grupo Especial, a X-9 Paulistana fará uma abordagem sobre a batucada de todas as regiões e religiões do país. A principal aposta da agremiação da Zona Norte da capital paulista está no carnavalesco Pedro Magoo, que chega para substituir Amarildo do Mello. Outra novidade é a estreia da cantora Nayah Custódio como intérprete da escola que frequenta desde 2013.

Pérola Negra

Mariah Fernandes é a nova musa da Pérola Negra. A trans representará Cleópatra - Alex Ribeiro/Divulgação
Mariah Fernandes é a nova musa da Pérola Negra. A trans representará Cleópatra
Imagem: Alex Ribeiro/Divulgação

Tradicional escola da Vila Madalena, a Pérola Negra retorna ao Grupo Especial após ter sido campeã do Grupo de Acesso no ano passado. A agremiação homenageará os ciganos no seu samba-enredo e conta com o reforço da musa trans Mariah Fernandes. Livia Andrade aceitou o convite nesta semana para desfilar pela escola. O mestre-sala Leno Tomaz deixou a Pérola e abriu espaço para a estreia de Arthur Santos.

Mocidade Alegre

Carnavalesco Edson Pereira, que assina o desfile da Vila Isabel no Rio de Janeiro, reforça a Mocidade - Divulgação
Carnavalesco Edson Pereira, que assina o desfile da Vila Isabel no Rio de Janeiro, reforça a Mocidade
Imagem: Divulgação

A Mocidade Alegre vai exaltar elementos das matrizes culturais africanas e o poder feminino no Carnaval 2020. Em busca do seu 11º título (a última conquista ocorreu em 2014), a agremiação do bairro do Limão contratou o carnavalesco Edson Pereira, que assina o desfile da Vila Isabel no Rio de Janeiro. Outra novidade é o mestre-sala Uilian Cesári, que substitui Emerson Ramires.

Vivian Cristinelle é a nova musa de Vila Maria - Divulgação
Vivian Cristinelle é a nova musa de Vila Maria
Imagem: Divulgação
Unidos de Vila Maria

Tradicional escola da Zona Norte, a Unidos de Vila Maria sonha com o primeiro título no Grupo Especial e levará para o Anhembi o tema sobre a grandeza da China. Depois de perder Ana Beatriz Godói para a Rosas de Ouro, a escola da Zona Norte trouxe Vivian Cristinelle para ocupar o posto de musa —desfilando desde 2015, Vivian tem passagens pela Acadêmicos do Tucuruvi, X-9 Paulistana e Acadêmicos do Tatuapé. Quem também reforça a Vila Maria é Brunno Mathias e Tatiana dos Santos, como primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira

Renata Spallicci é a nova rainha de bateria - Jota Domingos/Divulgação
Renata Spallicci é a nova rainha de bateria
Imagem: Jota Domingos/Divulgação
Barroca Zona Sul

Depois de 15 anos, a Barroca Zona Sul volta ao Grupo Especial para contar a história da líder quilombola Tereza de Benguela. São várias as novidades no elenco da escola! O carnavalesco Rodrigo Meiners é a grande aposta para manter a Barroca na primeira divisão. Renata Spallicci (foto) surge como a nova rainha de bateria, substituindo Talita Soares. Na comissão de frente, chegaram os coreógrafos Alê Batista e Thais Seixas. E ainda tem o novo casal de mestre-sala e porta-bandeira, Igor Sena e Lenita Magrini.

Tom Maior

Fundada em 1973, a Tom Maior ainda busca seu primeiro título no Grupo Especial do Carnaval de São Paulo. Neste ano, a agremiação da Zona Oeste terá como tema de enredo "É coisa de preto", para falar sobre a contribuição do negro no desenvolvimento do Brasil.

Com 25 anos de carreira em arte performática, Alex D'Arc chega à Tom Maior para exercer o posto de coreógrafo da comissão de frente, substituindo Robson Bernardino. "Era um sonho que eu tinha há muito tempo de fazer esse trabalho no Carnaval. Sempre achei que tinha muito a ver com a minha arte", declara o coreógrafo.

Mancha Verde

Conhece o ditado "não se mexe em time que está ganhando"? Pois bem, a Mancha Verde, atual campeã do Carnaval paulistano, seguiu à risca essa orientação e não realizou grandes movimentações no mercado do samba. Talvez a principal contratação da escola seja manter a "rainha das rainhas" Viviane Araújo à frente dos seus ritmistas. Ela sairá pela 15ª vez como rainha de bateria da escola no sambódromo do Anhembi.

São Paulo