PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Portadora de doença autoimune, Carla Prata se emociona com tema da Dragões

Carla Prata estreia no posto de musa da agremiação - Manuela Scarpa/Brazil News
Carla Prata estreia no posto de musa da agremiação Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Além de estrear no posto de musa da agremiação, artista se sente tocada pelo samba-enredo
  • Escola levará para a Avenida o tema "A Revolução do Riso - A Arte de Subverter o Mundo pelo Divino Poder da Alegria"
  • Em 2017, Carla recebeu o diagnóstico de miastenia gravis, uma doença rara e autoimune que afeta as contrações musculares e causa fraqueza nos músculos

O desfile da Dragões da Real no Carnaval 2020 em São Paulo —terceira escola a entrar na avenida na sexta-feira (21) pelo Grupo Especial— promete ser emocionante para Carla Prata. Além de estrear no posto de musa da agremiação, ela se sente tocada pelo samba-enredo, "A Revolução do Riso - A Arte de Subverter o Mundo pelo Divino Poder da Alegria", que fala, claro, do poder da alegria, principalmente na cura.

Isso porque em 2017 Carla recebeu o diagnóstico de miastenia gravis, uma doença rara e autoimune que afeta as contrações musculares e causa fraqueza nos músculos.

"Esse tema mexeu muito comigo. No dia em que apresentaram o enredo na quadra da escola foi quando tive contato pela primeira vez na vida com pessoas que têm a mesma doença que eu. Fiquei bem abalada. Porque nem todo mundo foi abençoado como eu, que tem uma doença séria e consegue viver normalmente. Vi pessoas que estavam com a doença numa fase bem avançada. Foi quando vi que tinha de desfilar pelas Dragões", conta Carla ao UOL.

Nessa época, Carla já frequentava a quadra da escola, mas não fazia parte do desfile. Foi logo depois que o convite surgiu, feito pelo presidente, Renato Remondini, e sua mulher, Andreia Amaral.

"Fiquei muito feliz, lógico. Falei: é Deus! Já estava apaixonada, encantada pela Dragões", lembra ela, que também é musa da Imperatriz Leopoldinense há 3 anos.

"Sei meus limites"

Carla recorda que, quando soube do diagnóstico da doença, há três anos —ela está com 38—, achou que iria morrer e pensou "por que eu?". Mas depois decidiu levar a vida de uma maneira positiva, o que a ajudou.

"Comecei a nem pensar mais na doença e melhorei. Claro que sei meus limites, que fico com um cansaço absurdo. Sei tudo o que tenho de fazer para não ficar mal. Me cuido com medicina integrativa. Agora estou usando altas doses de vitamina D num tratamento novo. Mas acredito totalmente que o que a pessoa pensa, ela atrai", ensina.

Para a folia, a ex-bailarina faz todo um preparo e segue uma série de cuidados pela sua saúde e para ter disposição.

"Hoje, por exemplo, estou indo fazer um soro para imunidade. Eu tenho realmente que me policiar. A minha alimentação é o mais saudável possível. Não como glúten e estou tentando ao máximo tirar lactose", diz ela.

Apesar de não ser seu foco, Carla também pensa na parte estética: "Faço eletroestimulação, massagem com bambu. Tudo que for pra melhorar. Creme pra celulite, uso cinta, bebo mais ou menos três litros de líquidos todo os dias e malho. No dia do desfile, procuro comer coisas leves e ficar bem tranquila".

Fantasia e ciúmes do noivo, o sertanejo Mariano

Carla faz mistério sobre como será sua fantasia, feita pelo estilista David Silva e que custou cerca de R$ 30 mil.

"Vai ser de uma cor que nunca desfilei na vida. Estou bem ansiosa. É meio-termo, não é nem tão pelada e nem tão comportada", limita-se a contar.

Se o sertanejo Mariano, da dupla com Munhoz, com quem ela namora há mais de um ano, opinou no figurino, Carla garante que não.

"Na fantasia quem tem de opinar é o carnavalesco. É a escola que desenha e tem a ver com o tema, com o personagem que a gente vai representar. Não acho certo opinar no trabalho de ninguém. Acho que cada um tem que ter sua individualidade, é bem melhor", declara.

Ela confessa que Mariano é ciumento, mas isso não impediu de ele a apoiar a sair pela escola.

"Ele é um pouco ciumento sim, não vou mentir... É bem ciumento. Mas de boa. Desde o início falei que desfilo há mais de 10 anos e a pessoa que está do seu lado tem de saber o que você gosta, o que te faz feliz. Não sou a favor de ninguém mudar por causa de ninguém. E ele ficou bem mais tranquilo de ser um lugar que ele sabia que era legal, uma escola legal", diz.

Mariano vai acompanhar Carla no desfile pela Dragões na sexta, mas sábado, quando ela sai pela Imperatriz Leopoldinense, no Rio, ele terá show. Depois, o casal curtirá alguns dias de folia carioca.

Planos

Os dois ainda não têm planos de casar e ter filhos. "A gente não está pensando nisso. Nosso momento é de trabalhar. Eles [Munhoz e Mariano] estão com um projeto novo e eu vou apresentar um programa na RedeTV! em março", afirma ela, que comandará o "Plantão da Saúde" no canal.

São Paulo