PUBLICIDADE
Topo

Mocidade Alegre homenageia o poder feminino e a cultura africana em 2020

Aline Oliveira é a rainha de bateria da Mocidade Alegre desde 2012 - Ricardo Matsukawa/UOL
Aline Oliveira é a rainha de bateria da Mocidade Alegre desde 2012 Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Colaboração para o UOL

Em São Paulo

27/01/2020 15h17

A Mocidade Alegre vai exaltar elementos das matrizes culturais africanas e o poder feminino no Carnaval 2020 em São Paulo, com o tema de seu enredo intitulado "Do Canto das Yabás, Renasce uma Nova Morada".

A agremiação localizada no bairro do Limão, na zona norte de São Paulo, desfila mais uma vez com Aline de Oliveira como rainha de bateria. Ela frequenta a Mocidade desde os 17 anos e foi coroada para desfilar à frente dos ritmistas em 2012.

De acordo com a programação do Carnaval de São Paulo, o desfile da Morada do Samba, como é conhecida a escola, será o quarto do sábado (22 de fevereiro), no Anhembi - o início está previsto para 1h40, na madrugada de sábado para domingo.

A Mocidade já venceu por dez vezes o Grupo Especial, sendo a última em 2014. No Carnaval de 2019, ficou em 8º lugar.

SAMBA-ENREDO

"Do Canto das Yabás, Renasce uma Nova Morada"

Compositores: Biro Biro, Fábio Souza, Luís Jorge, Maradona

LETRA

Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, mãe rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida

Olorum
Supremo criador do universo
Teus olhos sofrem com meus gestos
Oh, meu senhor
Ago, meu pai maior
Tanto caos, destruição

No aiyê o tambor vai ecoar
É preciso acreditar na grandeza de obatalá
Yaô bela menina
Yaô, a esperança
Entregue nos braços de yemanjá
Nas águas purificar Odoya

Deusa do amor
Mamãe oxum
Vento sopra traz a força de oyá
Na pureza de ewá um novo amanhã
A coragem vem de obá
O saber vem de nanã

Eh mulher feita no poder da criação
Nas águas, no solo, na chama sagrada
Soprando os segredos da renovação
Com a bênção de orum clareou, clareou

Ritual e feitiçaria, no ayê um novo dia
Santuário que das cinzas ressurgiu
Natureza em harmonia então sorriu
Lá vem elas, guerreiras, poderosas yabás
Carregada de axé
Nossa morada renascerá

São Paulo