PUBLICIDADE
Topo

Blocos de Rua

Bruna Surfistinha comemora separação no bloco Meu Santo é Pop, em SP

Raquel Pacheco no bloco Meu Santo é Pop - Carlos Minuano/UOL
Raquel Pacheco no bloco Meu Santo é Pop Imagem: Carlos Minuano/UOL

Carlos Minuano

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/02/2020 15h47

Antes de chegar na praça da República, no centro de São Paulo, no meio da tarde deste sábado (29), o carro de som do Meu Santo é Pop já estava cercado por uma multidão incontável de foliões de todas as idades e estilos. À frente do bloco, quatro dançarinos se equilibrando em pernas de pau ajudavam a abrir caminho para o desfile.

Junto com eles, outra personagem conhecida do mundo pop posava para fotos enquanto tentava brincar: Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha. Ela contou ao UOL que veio pela primeira vez no bloco para celebrar a liberdade. "Estou solteira após 14 anos". E avisa: "Ainda não peguei ninguém". Mas garantiu que ainda está em tempo.

As divas do pop —tema do bloco— também inspiraram as fantasias dos foliões. Revezando-se na discotecagem e na folia, a DJ Ledah —que também agita festas badaladas da capital paulista, na Pop Porn, Yacht Club e Tokyo—, conta que fez a própria fantasia, inspirada, segundo ela, em Rihanna e no universo punk.

DJ Ledah no bloco Meu Santo é Pop - Nelson Antoine/UOL - Nelson Antoine/UOL
DJ Ledah no bloco Meu Santo é Pop
Imagem: Nelson Antoine/UOL

"Dá para perceber, não?", perguntou, apontando para um gigante moicano colorido em sua cabeça.

Mas a inspiração para os looks não ficou restrita ao mundo das cantoras famosas. O folião, e também DJ, Bruno Legítimo resolveu fazer uma releitura —gay, obviamente—, da Liga da Justiça. "Já saí de Super-Homem, Aquaman, The Flash."

Para o desfile do Meu Santo é Pop ele escolheu uma versão bem apimentada do Batman. Miniblusa com o símbolo do Cavaleiro das Trevas, barriguinha à mostra e sunga. Para completar, botas e uma enorme capa preta, que usava para esconder ou revelar o bumbum enquanto dançava muito. "Estou procurando o Robin, mas ainda não achei".

Quem também estava por lá é a Mulher Maravilha. Na verdade, o folião João Victor, que resolveu fechar o Carnaval homenageando sua heroína preferida. "O que mais adoro nesse bloco é que todo mundo pode ser o que quiser, inclusive uma super-heroína", declarou.

O bloco segue até 17h e encerra no Largo do Paissandu com apresentação da cantora trans Pepita.

Folião João Victor no bloco Meu Santo é Pop - Carlos Minuano/UOL - Carlos Minuano/UOL
Folião João Victor no bloco Meu Santo é Pop
Imagem: Carlos Minuano/UOL
DJ Bruno Legítimo no bloco Meu Santo é Pop - Carlos Minuano/UOL - Carlos Minuano/UOL
DJ Bruno Legítimo no bloco Meu Santo é Pop
Imagem: Carlos Minuano/UOL

Blocos de Rua