PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Mercado do samba para o Carnaval 2021: escolas do Rio anunciam mudanças

Viviane Araújo, rainha da bateria em desfile do Salgueiro no Carnaval 2020 - Luciola Vilella/UOL
Viviane Araújo, rainha da bateria em desfile do Salgueiro no Carnaval 2020 Imagem: Luciola Vilella/UOL

Colaboração para o UOL

07/03/2020 04h00

O Carnaval 2020 acabou, mas as escolas de samba não param de trabalhar durante todo o ano. Algumas agremiações do Rio de Janeiro começaram a mexer os pauzinhos em suas equipes, renovando contratos ou anunciando novos colaboradores para o ano que vem.

A campeã, Viradouro, e a vice, Grande Rio, do Grupo Especial, por exemplo, já divulgaram em suas redes sociais algumas informações de como será o Carnaval 2021. Já a Imperatriz, que venceu a Série A e voltou para a elite, não terá mais o carnavalesco Leandro Vieira.

Do Grupo Especial, somente a Beija-Flor ainda não se pronunciou. A Estácio de Sá e a União da ilha, que ficaram em 12º e 13º lugar, respectivamente, foram rebaixadas do Grupo Especial e vão desfilar na Série A em 2021, também não se manifestaram sobre possíveis mudanças.

Veja abaixo as escolas que já anunciaram algumas alterações em suas equipes para o Carnaval 2021:

Viradouro

Campeã Viradouro desfila sob chuva na Sapucaí - Luciola Villela/UOL - Luciola Villela/UOL
Campeã Viradouro desfila sob chuva na Sapucaí
Imagem: Luciola Villela/UOL

Após ser a grande campeã do Grupo Especial do Carnaval do Rio, a Viradouro renovou o contrato com os carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcisio Zanon para 2021.

Grande Rio

Grande Rio desfila na Sapucaí - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
Grande Rio desfila na Sapucaí
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

A Grande Rio, vice-campeã do Grupo Especial, renovou os contratos com o diretor de Carnaval, Thiago Monteiro, e com os carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad.

Mocidade Independente de Padre Miguel

Mocidade Independente desfila na chuva na Sapucaí - Luciola Villela/UOL - Luciola Villela/UOL
Mocidade Independente desfila na chuva na Sapucaí
Imagem: Luciola Villela/UOL

Terceira colocada na classificação, a Mocidade anunciou Fabio Ricardo como seu novo carnavalesco, no lugar de Jack Vasconcelos, que ficou apenas um ano na agremiação. A escola ainda renovou o contrato com o diretor de Carnaval, Marquinho Marino, com o intérprete Wander Pires, com os coreógrafos da comissão de frente, Jorge Teixeira e Saulo Finelon, com o mestre de bateria Dudu e com o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diogo Jesus e Bruna Santos.

Salgueiro

Salgueiro brilha mesmo na chuva na Sapucaí - Luciola Villela/UOL - Luciola Villela/UOL
Salgueiro brilha mesmo na chuva na Sapucaí
Imagem: Luciola Villela/UOL

O Salgueiro, que ficou em quinto lugar, divulgou em suas redes sociais o desligamento do coreógrafo Sérgio Lobato. De acordo com a escola, a decisão se deu de forma conjunta e amigável entre o profissional e o presidente André Vaz. Já o carnavalesco Alex de Souza vai para o quarto ano no Salgueiro, e o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Sidclei Santos e Marcella Alves, também seguirá na escola.

Mangueira

Melhores momentos do desfile da Mangueira - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
Melhores momentos do desfile da Mangueira
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

A Estação Primeira de Mangueira, sexta colocada, renovou o contrato com o carnavalesco Leandro Vieira — ele também foi responsável pelo desfile da Imperatriz Leopoldinense, mas, como a escola subiu para a elite do Carnaval, Leandro teve que ficar em apenas uma agremiação. Quem também permanecerá na escola é Matheus Oliverio e Squel Jorgea, primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, e Rodrigo Negri e Priscilla Mota, coreógrafos da comissão de frente.

Portela

Desfile da Portela na Marquês de Sapucaí - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
Desfile da Portela na Marquês de Sapucaí
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

Depois de ficar em sétimo lugar, a Portela renovou o contrato com os carnavalescos Renato Lage e Márica Lage. Além disso, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, segue pelo quarto desfile consecutivo na escola. Já Carlinhos de Jesus, após dois anos, não permanecerá na Portela como coreógrafo da comissão de frente.

Vila Isabel

Comissão de frente da Vila Isabel desfila na Sapucaí - Luciola Vilella/UOL - Luciola Vilella/UOL
Comissão de frente da Vila Isabel desfila na Sapucaí
Imagem: Luciola Vilella/UOL

A Vila Isabel, oitava colocada neste ano, já anunciou que homenageará Martinho da Vila em seu desfile 2021 e renovou o contrato com o carnavalesco Edson Pereira. O diretor de Carnaval, Moisés Carvalho — que fazia parceria com Wilsinho Alves, que deixou a escola —, o intérprete Tinga, o mestre de bateria Macaco Branco e o diretor geral de harmonia, Marcelo Emoção, seguem na agremiação. Já o coreógrafo da comissão de frente, Patrick Carvalho, deixa a Vila, sendo substituído pelo recém-contratado Márcio Moura.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira também irá mudar, já que Raphael Rodrigues anunciou em sua rede social que deixará a escola — Denadir Garcia, a porta-bandeira, ainda não se pronunciou.

Unidos da Tijuca

Unidos da Tijuca desfila na Sapucaí - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
Unidos da Tijuca desfila na Sapucaí
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

A nona colocada do Grupo Especial, Unidos da Tijuca, não conseguiu entrar em acordo com o carnavalesco Paulo Barros e, por isso, após nove carnavais, ele deixou a escola. A agremiação também divulgou a saída do coreógrafo da comissão de frente, Jardel Lemos. A bateria seguirá sob o comando do Mestre Casagrande.

São Clemente

São Clemente desfila na Marquês de Sapucaí - Júlio César Guimarães/UOL - Júlio César Guimarães/UOL
São Clemente desfila na Marquês de Sapucaí
Imagem: Júlio César Guimarães/UOL

A São Clemente, que ficou em décimo lugar, anunciou a contratação de Maninho para reforçar o time de intérpretes ao lado de Leozinho Nunes, que segue como voz oficial da escola. A rainha de bateria, Raphaela Gomes, e o diretor artístico, Tiago Martins, serão mantidos em 2021. Entre as demissões, está a do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Fabrício Pires e Giovanna Justo, e do carnavalesco Jorge Silveira.

Paraíso do Tuiuti

Paraíso do Tuiuti desfila na Marquês de Sapucaí - Luciola Vilella/UOL - Luciola Vilella/UOL
Paraíso do Tuiuti desfila na Marquês de Sapucaí
Imagem: Luciola Vilella/UOL

A Paraíso do Tuiuti, 11ª colocada, que se livrou do rebaixamento por pouco, divulgou que o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon e Danielle Nascimento, e o diretor de Carnaval, Júnior Schall, permanecerão na escola. Já o mestre de bateria, Ricardinho, foi desligado e substituído pelo novo contratado, Mestre Marcão. O carnavalesco João Vitor Araújo e o coreógrafo da comissão de frente, Marcio Moura, também foram demitidos.

Pela Imperatriz Leopoldinense, cantora Iza agita Marquês de Sapucaí com fantasia verde e dourada - Rogério Fidalgo/AgNews - Rogério Fidalgo/AgNews
Pela Imperatriz Leopoldinense, cantora Iza agita Marquês de Sapucaí com fantasia verde e dourada
Imagem: Rogério Fidalgo/AgNews
Imperatriz Leopoldinense

Depois de vencer a Séria A em 2020 e subir para o Grupo Especial, a Imperatriz anunciou o desligamento do carnavalesco Leandro Vieira.

Ele também foi responsável pelo desfile da Mangueira, que já está na elite do Carnaval, e escolheu permanecer na verde e rosa.

Entre as renovações para 2021, estão as dos diretores de harmonia, Jorge Arthur e André Bonatte, e do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiago Mendonça e Rafaela Theodoro.

Rio de Janeiro