PUBLICIDADE
Topo

Papo Preto #68: Arte e resistência na música afro em diáspora

Mais Papo Preto
1 | 25

De Ecoa, em São Paulo

03/03/2022 06h00

Uma das maiores expressões da cultura negra, a música africana é também uma forma de comunicação estética, política e tecnológica que transcendeu o continente no período da colonização e segue expandindo para novos territórios. É sobre o poder e resistência da música afro na diáspora que Yago Rodrigues conversa com o professor e pesquisador Rafael de Queiroz neste episódio de Papo Preto.

"A música afro diaspórica é uma música que é feita por afro descendentes em diáspora, mas que nunca deixaram de ter uma ligação com a África", diz ele. "Tanto que uma das potências da música africana é sua mutabilidade, seu poder de se re territorializar, elas estão sempre se comunicando e influenciando umas às outras" (a partir de 8h35 do arquivo acima).

O pesquisador explica que a música preta ganhou imenso valor porque substituiu o poder que a linguagem e a literatura tinham para a modernidade europeia. "Os escravizados eram proibidos de ter acesso à alfabetização e à literatura, e muitos chegavam e não falavam a língua do colonizador, o poder da linguagem perde esse respaldo, que começa a se centrar cada vez mais na música e no corpo" (a partir de 10:21 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.