PUBLICIDADE
Topo

Papo Preto #30: Escolas de samba e terreiros são espaços de afeto e memória

Mais Papo Preto
1 | 25

De Ecoa, em São Paulo

05/05/2021 19h22

Convidada neste episódio do podcast Papo Preto, a jornalista e acadêmica paulistana Claudia Alexandre tem uma atuação de destaque no rádio e estuda a relação entre o samba e as religiões de matriz africana.

Na conversa com o apresentador Yago Rodrigues, ela falou sobre sua criação em um lar onde o samba tinha forte presença, sua trajetória profissional e pesquisa na área de ciências da religião.

Segundo ela, tanto as escolas de samba quanto os terreiros de candomblé são "lugares que foram possíveis para a população negra ressignificar o sentido de humanidade, a construção de uma família. Foram espaços de solidariedade, de sociabilidade, de construção de valores civilizatórios negro-africanos" (a partir de 31:20 do arquivo acima), baseados em relações de afeto, reconhecimento, alegria e proteção.

Alexandre lançou recentemente o livro "Orixás no terreiro sagrado do samba: Exu e Ogum no Candomblé da Vai-Vai", resultado de sua dissertação de mestrado. Ela afirma que essas expressões proporcionam um resgate da ancestralidade negra.

"Se aproximar da escola de samba, das vivências das religiosidades de matriz africana, pra mim, é como chegar perto de uma resposta que não me deram, que me impediram de acessar com facilidade", disse (a partir de 36:08 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.