PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Mangueira trouxe Jesus como extensão de todos, diz carnavalesco

Igor Mello

Do UOL, no Rio

24/02/2020 01h55

Campeão do Carnaval de 2019, o carnavalesco Leandro Vieira, responsável por mais um desfile da Mangueira, disse que a ideia de trazer diferentes representações de Jesus —como homem negro, mulher, mendigo, entre outras— nasceu para falar de tolerância e diversidade.

"O enredo da Mangueira queria usar a figura de Jesus Cristo, essa figura simpática a todos, como a extensão de todxs, com X", disse, em referência à grafia usada por militantes LGBTQ+ para remover indicativos de gênero de palavras.

Para ele, só foi possível realizar esse enredo porque a Mangueira se identificou com o tema.

"É bonito. A escola se reconhece no enredo que mostrou aqui hoje. E é importante a escola estar afinada com o que canta", ponderou.

Rio de Janeiro