PUBLICIDADE
Topo

Papo Preto #56: O que a COP 26 discutiu sobre racismo ambiental?

Mais Papo Preto
1 | 25

De Ecoa, em São Paulo

17/11/2021 06h00

Este episódio de Papo Preto foi gravado durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, em Glasgow, na Escócia. O apresentador Yago Rodrigues conversa com a ativista socioambiental Vitória Pinheiro e a estudante de justiça climática Andreia Coutinho sobre racismo ambiental, principal pauta levada pelo movimento negro.

Andreia Coutinho disse que na última conferência da qual participou sentiu solidão enquanto mulher negra. "A COP26 foi difícil em termos de negociação, mas foi muito mais representativa, teve um público muito diverso, apesar de ainda ser uma representatividade aquém do que precisamos" (a partir de 3:15 do arquivo acima).

Para Vitória Pinheiro ver o protagonismo de pessoas de periferias em uma conferência mundial é notável, mas não é o suficiente. "A conferência permanece excludente, governantes discutem sobre pessoas que não estão aqui. Eu sou a primeira mulher negra e trans na COP, no espaço do Brasil, estou aqui representando, mas não estou representada" (a partir de 4:15 do arquivo acima).

O conceito de racismo ambiental significa que nenhuma pessoa deveria sofrer de forma desigual a extensão do problema do meio ambiente. Durante a COP26 foi assinado um manifesto pela educação climática de forma estruturante nos currículos escolares.

Para as duas ativistas, é um começo para informar as pessoas desde sempre, sobre como a emergência climática é sentida de forma desigual. "Quanto mais crianças, adolescentes e jovens conseguirmos formar com essa consciência de o que é racismo ambiental, mais vão levar para as suas vidas" (a partir de 18:49 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.