PUBLICIDADE
Topo

Mocidade homenageia Elza Soares em tema de samba-enredo e tem nova rainha

Mocidade Independente leva à Sapucaí o tema "Elza deusa Soares" - Jorge Bispo/UOL
Mocidade Independente leva à Sapucaí o tema "Elza deusa Soares" Imagem: Jorge Bispo/UOL

Colaboração para o UOL

Em São Paulo

24/01/2020 12h26

A Mocidade Independente de Padre Miguel vai homenagear, no Carnaval do Rio de Janeiro, a cantora Elza Soares, com o tema "Elza deusa Soares".

O samba foi composto por outro grande nome da MPB, Sandra de Sá, em conjunto com DR Márcio, Igor Vianna, Jefferson Oliveira, Prof. Laranjo, Renan Diniz, Solano Santos e Telmo Augusto.

Giovana Angélica vem à frente dos ritmistas, pela primeira vez ocupando o cargo de rainha da bateria, após ser musa por três anos seguidos. Ela substitui por Camila Silva - atual Rainha do Carnaval do Rio.

De acordo com a programação do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro, a Mocidade desfila na madrugada de segunda-feira (24 de fevereiro) para terça, com previsão de entrada na Sapucaí entre 1h30 e 2h10.

Seis vezes campeã do Grupo Especial no Rio, sendo a última vez em 2017, a agremiação ficou em 6º lugar na classificação geral do Carnaval 2019.

SAMBA-ENREDO

Elza deusa Soares

Compositores: Sandra de Sá, DR Márcio, Igor Vianna, Jefferson Oliveira, Prof. Laranjo, Renan Diniz, Solano Santos e Telmo Augusto.

LETRA

Lá vai, menina?

Lata d'água na cabeça

Vencer a dor, que esse mundo é todo seu

Onde a "água santa" foi saliva

Pra curar toda ferida que a história escreveu

É sua voz que amordaça a opressão

Que embala o irmão

Para a preta não chorar

Se a vida é uma "aquarela"

Vi em ti a cor mais bela

Pelos palcos a brilhar

É hora de acender no peito a inspiração

Sei que é preciso lutar

Com as armas de uma canção

A gente tem que acordar

Da "lama" nasce o amor

Quebrar as "agulhas" que vestem a dor

Brasil, enfrenta o mal que te consome

Que os filhos do Planeta Fome

Não percam a esperança em seu cantar

Ó, nega, "sou eu que te falo em nome daquela"

Da batida mais quente, o som da favela

É resistência em nosso chão

"Se acaso você" chegar com a mensagem do bem

O mundo vai despertar, deusa da Vila Vintém

Eis a estrela? Meu povo esperou tanto pra revê-la

Laroyê e Mojubá? Liberdade

Abre os caminhos pra Elza passar?

Salve a Mocidade!

Essa nega tem poder, é luz que clareia

É samba que corre na veia