PUBLICIDADE
Topo

Anderson Baltar

Grupo de Acesso carioca tem ordem de desfiles definida

Lorena Improta foi destaque na Viradouro, campeão do Grupo de Acesso no ano passado - Roberto Filho/Brazil News
Lorena Improta foi destaque na Viradouro, campeão do Grupo de Acesso no ano passado Imagem: Roberto Filho/Brazil News
Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/06/2018 00h21

Em festa realizada na Cidade do Samba na noite desta terça-feira (05), a Lierj (Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) sorteou a ordem dos desfiles da Série A, correspondente ao Grupo de Acesso do Carnaval carioca. As 13 escolas, que desfilarão nos dias 1º e 2 de março (sexta-feira e sábado), brigarão por uma vaga no Grupo Especial em 2020.

Das participantes da Série A, apenas duas (Acadêmicos do Sossego e Alegria da Zona Sul) ainda não desfilaram no Grupo Especial. E uma delas, a Estácio de Sá, já conquistou o título principal do Carnaval carioca – a vermelha e branca levantou a taça em 1992.

Na sexta-feira, o desfile será aberto pela Unidos da Ponte, que, em 2018, foi a campeã da Série B (terceira divisão do samba carioca). Em seguida, desfilarão Alegria da Zona Sul, Acadêmicos da Rocinha, Acadêmicos de Santa Cruz, Unidos de Padre Miguel, Inocentes de Belford Roxo e Acadêmicos do Sossego.

O desfile de sábado contará com Unidos de Bangu, Renascer de Jacarepaguá, Estácio de Sá, Unidos do Porto da Pedra, Império da Tijuca e Acadêmicos do Cubango. Os desfiles deverão se iniciar às 22h30 no Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Anderson Baltar