PUBLICIDADE

Topo

Dr. Kalil

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Vacina 100% brasileira tem a vantagem de ser em spray nasal

Mais Roberto Kalil
1 | 25
Siga o VivaBem no
Roberto Kalil

Roberto Kalil Filho é médico cardiologista, professor titular da disciplina de Cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), presidente do Instituto do Coração (inCor/HCFMUSP) e diretor do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês. É responsável pelo portal de saúde Dr Kalil Coração & Vida, consultor do quadro Bem Estar, do programa ?Encontro?, da Rede Globo, e estreou o programa Minuto do Coração, na Jovem Pan.

Colunista do VivaBem

15/02/2021 04h00

Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o Instituto do Coração (InCor), a vacina 100% brasileira contra covid-19 deverá ser em spray nasal.

Além da vantagem de ter pesquisa, produção e distribuição 100% nacional —- o que diminui o custo e ainda evita que o Brasil seja dependente de outros países —- o imunizante tem aplicação rápida, indolor e, sobretudo, atuação diferenciada no organismo.

Quando estiver pronta, o que pode acontecer em até um ano e meio, a vacina deverá ser administrada em quatro doses (duas em cada narina), com intervalo de alguns dias entre as aplicações. Mas qual é o diferencial deste projeto inovador, sobretudo na resposta do sistema imunológico?

Quem explica e fala mais sobre o tema é o professor e diretor do Laboratório de Imunologia do Incor, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), Jorge Kalil. Conversei com ele no vídeo acima.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL