PUBLICIDADE
Topo

Autora gringa vira fenômeno comentando 'BBB 21': 'Nada parecido nos EUA'

Tessa Dare está aprendendo português assistindo ao "BBB 21"
Tessa Dare está aprendendo português assistindo ao "BBB 21"
Jenn LeBlanc for Studio Smexy

Daniel Palomares

De Splash, em São Paulo

09/03/2021 04h00

Que o "BBB 21" é um sucesso, todo mundo já sabe. Mas quem iria imaginar que ele já cruzou fronteiras? Tessa Dare é uma escritora americana de romances históricos, best sellers pelo The New York Times, que vive no sul da Califórnia. Como ela foi parar na casa mais vigiada do Brasil? Fomos descobrir!

Entre os sucessos de Tessa, se destacam as coleções "Spindle Cove" com 8 títulos, incluindo "Uma Noite para se Entregar" (2011); e "Castles Ever After", incluindo "Romance com o Duque" (2014). Os livros, publicados no Brasil pela Gutenberg, se passam no Período Regencial Britânico, no século XIX.

Continua depois da publicidade
trrter - Jenn LeBlanc for Studio Smexy - Jenn LeBlanc for Studio Smexy
Tessa Dare: autora americana viciou no "BBB 21"
Imagem: Jenn LeBlanc for Studio Smexy

Fora Karol?

Tessa sempre foi fã de reality shows, mas nunca tinha acompanhado uma edição do "BBB". Tendo muitos fãs e leitores brasileiros, há cerca de duas semanas, começou a receber pedidos estranhos —para que dissesse "Fora Karol" e pedindo que ela votasse pela eliminação da cantora.

Como eu ia tuitar 'Fora Karol' se eu nem sabia quem ela era? Descobri que se tratava de uma participante do 'BBB' e todo mundo da minha timeline do Twitter estava comentando sobre isso.

tdvrgrrtg - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Karol Conká é eliminada do BBB 21 com maior rejeição da história do programa
Imagem: Reprodução/Globo

Karol foi eliminada com 99,17% dos votos e Tessa acabou assinando o Globoplay para se inteirar melhor dos acontecimentos do programa. "Estou fazendo novos amigos e aprendendo mais sobre a cultura brasileira", festeja.

Continua depois da publicidade

Aprendendo português

Assistir ao "BBB" funciona quase como uma aula para Tessa. Depois de vir ao Brasil em 2018 sem saber uma palavra do nosso idioma, ela decidiu, em janeiro, aprender português. Hoje, assistindo ao programa, já consegue perceber avanços.

Meu português melhorou muito, pelo menos escrevendo. Antes, só entendia uma palavra ou outra. Agora, compreendo algumas frases inteiras, se não falam muito rápido. Se não entendo alguma coisa, pergunto aos meus seguidores!

Quando esteve no Brasil para a Bienal de São Paulo, Tessa se deliciou provando feijoada, pão de queijo, coxinha, brigadeiro e bebendo várias caipirinhas —como uma boa gringa. Ela torce pelo fim da pandemia para poder retornar ao nosso país e, quem sabe, conhecer Gilberto, seu favorito da casa.

Continua depois da publicidade

Perguntei de quem os seguidores gostavam e eles me falaram do G3. O Gil é o cara! Quero ficar bêbada e conversar com ele sobre política também. Quero encontrá-lo no Brasil ou quem sabe o verei por aqui. Foi uma honra que ele tenha sido aceito na Universidade da Califórnia. É muito difícil entrar lá.

Paixão nacional

Tessa se impressiona com o fenômeno que o "BBB" é nas redes sociais e como mexe com as emoções de tanta gente. Ela defende que o programa é muito mais do que uma forma de "alienação" porque propõe debates e discussões muito relevantes para a sociedade.

Quando a Karol foi eliminada, me disseram que soltaram fogos! Não há nada parecido nos EUA com isso, só o Super Bowl talvez. O 'BBB' é mais do que um reality show, diz muito sobre o que acontece no Brasil.

rtgttbghbty - Reprodução/Globoplay - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Sarah foi "cancelada" por dizer que gosta de Jair Bolsonaro
Imagem: Reprodução/Globoplay
Continua depois da publicidade

A escritora se diz chocada (em português!) ao saber que Sarah foi cancelada e perdeu milhares de seguidores ao dizer que gostava do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e lamenta que esse clima de divisão política dos EUA também domine o Brasil.

Todos olham para o outro lado e os enxergam como inimigos. É triste que o mundo seja assim. Como todo mundo ficou trancado em suas casas no último ano, fica ainda mais difícil achar qualidades em comum com os outros. Você só foca nas diferenças.

Tudo vai passar

Tessa acredita que assistir ao "BBB" pode servir de inspiração para seu trabalho como escritora. "Assistir a reality shows me permite ver como pessoas reagem e se comportam. Isso é ótimo! Adoro observar as pessoas", festeja.

Depois de um 2020 conturbado, no qual não conseguiu se dedicar tanto à escrita como gostaria, Tessa comemora o avanço da vacinação nos EUA. Seu marido, um profissional que atua na linha de frente do combate ao coronavírus, já foi vacinado e o otimismo tomou conta: as coisas vão melhorar.

Continua depois da publicidade

Me sinto triste por ver os brasileiros sofrendo com a pandemia. É horrível ver líderes não demonstrando compaixão por essas perdas. Nós passamos por isso também aqui no ano passado. Fico aliviada com a vacinação. Escrevo livros de amor e em 2020, foi difícil focar nisso com tanta gente sofrendo.