PUBLICIDADE
Topo

Sensação italiana e Real ameaçado: como Liga dos Campeões parou há 2 meses

Gabriel Jesus teve uma das melhores atuações "europeias" diante do Real Madrid - David Ramos/Getty Images
Gabriel Jesus teve uma das melhores atuações "europeias" diante do Real Madrid Imagem: David Ramos/Getty Images

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Há exatos dois meses ocorreram os dois últimos jogos de Liga dos Campeões da Europa antes da paralisação do futebol pelo avanço do novo coronavírus.
  • Em 11 de março, o Atlético de Madri surpreendeu e eliminou o Liverpool, enquanto o PSG de Neymar, sem torcida no estádio, passou pelo Dortmund.
  • Dos oito confrontos de oitavas de final, apenas quatro se definiram antes de a Champions parar.
  • Além de Atlético de Madri e PSG, RB Leipzig e a sensação italiana Atalanta também se classificaram para as quartas de final.
  • Barcelona x Napoli; Juventus x Lyon; Manchester City x Real Madrid e Bayern x Chelsea são os confrontos indefinidos.
  • A Uefa não definiu data para o retorno da Uefa Champions League.
Classificação e Jogos

Você se lembra de como era o mundo pré-coronavírus? Há exatos dois meses, no dia 11 de março, a maior competição europeia de clubes era disputada em campo pela última vez. A Liga dos Campeões foi interrompida no meio da fase oitavas de final, na qual a Atalanta se reforçou como sensação, o atual campeão Liverpool se despediu e o vitorioso Real Madrid se viu nas cordas.

Dos oito confrontos, quatro se resolveram antes da paralisação por conta do avanço da Covid-19. Os últimos atos ocorreram na Inglaterra e na França, em cenários completamente distintos.

Em meio ao avanço da pandemia na Europa, o Liverpool acabou eliminado pelo Atlético de Madri em um Anfield lotado. Por outro lado, o PSG virou o confronto diante do Borussia Dortmund em um Parque dos Príncipes completamente vazio, sem torcida, como medida sanitária de prevenção.

Além da Atalanta, Atlético de Madri, Paris Saint-Germain e RB Leipzig avançaram para o grupo dos oito melhores. Por outro lado, Real, Manchester City, Lyon, Juventus, Barcelona, Napoli, Bayern de Munique e Chelsea passaram os últimos dois meses sob a expectativa de definirem mais quatro classificados para as quartas.

Ainda não se sabe se a competição será finalizada em campo. O presidente do Lyon chegou a afirmar que a equipe enfrentaria a Juventus no dia 7 de agosto, em Turim, com portões fechados. Porém, o próprio clube francês desmentiu o gestor.

O que ainda precisa se resolver

Manchester City x Real Madrid

Gabriel Jesus Manchester City gol - Sergio Perez/Reuters - Sergio Perez/Reuters
Gabriel Jesus acerta cabeçada para anotar o primeiro gol do City no Santiago Bernabéu
Imagem: Sergio Perez/Reuters

Em um dos duelos mais esperados desta etapa, o Manchester City de Pep Guardiola conquistou um resultado fundamental no jogo de ida contra o Real Madrid. Em pleno Santiago Bernabéu, a equipe inglesa venceu por 2 a 1, de virada, com atuação de destaque do brasileiro Gabriel Jesus.

Um empate na Inglaterra ou até uma derrota por 1 a 0 classifica os britânicos e tira os espanhóis do torneio. O Real é o maior vencedor da Liga dos Campeões, com 13 taças.

Barcelona x Napoli

Messi contra Demme em Napoli e Barcelona - Guglielmo Mangiapane/Reuters - Guglielmo Mangiapane/Reuters
Messi teve atuação apagada diante do Napoli, mas o Barça conquistou um empate importante na ida
Imagem: Guglielmo Mangiapane/Reuters

Se o Real Madrid se complicou ao sofrer a virada do City em casa, o Barcelona se salvou de um cenário complicado contra o competitivo Napoli. Em jogo com atuação apagada de Lionel Messi na "casa de Diego Maradona", o francês Antoine Griezmann anotou o gol do empate por 1 a 1, que permite ao Barça até segurar o 0 a 0 na volta para passar de fase.

Quem vencer se classifica. Os italianos podem avançar com uma igualdade, desde que anotem dois ou mais gols no Camp Nou.

Juventus x Lyon

Bruno Guimarães em Lyon e Juventus - Tim Clayton/Corbis via Getty Images - Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Bruno Guimarães estreou na Liga dos Campeões diante da Juventus e teve boa atuação pelo Lyon
Imagem: Tim Clayton/Corbis via Getty Images

O meio-campista Bruno Guimarães se apresentou ao futebol europeu com boa atuação, e o Lyon saiu na frente da Juventus na França. A vitória por 1 a 0 permite ao time francês jogar pelo empate na Itália para eliminar precocemente Cristiano Ronaldo e companhia do principal torneio da Uefa. A Juve precisaria de um triunfo por dois ou mais gols de diferença para confirmar o favoritismo e se sustentar na briga pelo título.

Bayern de Munique x Chelsea

Bayern de Munique Gnabry - Toby Melville / Reuters - Toby Melville / Reuters
Gnabry anotou dois gols e se destacou na vitória do Bayern sobre o Chelsea na Inglaterra
Imagem: Toby Melville / Reuters

Entre os duelos abertos, foi o Bayern de Munique que conviveu nos últimos dois meses com o cenário de maior tranquilidade. A ida na Inglaterra aproximou os alemães das quartas de final. Com dois gols de Gnabry e um de Lewandowski, o clube da Baviera fez 3 a 0 como visitante e deu passo importante para seguir na briga pela taça.

Desta forma, somente uma tragédia tira a vaga da equipe de Philippe Coutinho, já que o Chelsea necessitaria de uma goleada por quatro gols de vantagem ou três, desde que faça quatro gols na Allianz Arena, para reverter o cenário.

O que já se definiu (placares no agregado)

Liverpool 2 x 4 Atlético de Madri

Marcos Llorente Atlético de Madri - Javier Soriano / AFP - Javier Soriano / AFP
Atlético de Madri venceu em Anfield e eliminou o atual campeão Liverpool da Uefa Champions League
Imagem: Javier Soriano / AFP

Atual campeão e dono de uma campanha excepcional no Campeonato Inglês, o Liverpool se despediu de maneira precoce da Liga dos Campeões. Em casa, a equipe chegou a abrir 2 a 0 sobre o Atlético de Madri, que fez 1 a 0 na ida.

Contudo, com uma falha do goleiro Adrián (substituto do lesionado Alisson), os espanhóis diminuíram com Marcos Llorente e retomaram a vaga, confirmada com mais dois gols e a vitória por 3 a 2 em Anfield após prorrogação. Foi o último jogo do torneio finalizado antes da quarentena.

Paris Saint-Germain 3 x 2 Borussia Dortmund

Neymar comemora classificação do PSG - REUTERS  - REUTERS
Neymar foi decisivo para o PSG superar o Dortmund e avançar às quartas de final da Liga dos Campeões
Imagem: REUTERS

A classificação do Paris Saint-Germain gerou algumas das imagens mais marcantes da temporada na Europa. A vitória por 2 a 0 na França veio após mais uma decisiva atuação de Neymar, também autor do gol francês na derrota por 2 a 1 na ida, e provocações de praticamente todo o elenco na direção de um oponente. O brasileiro e companheiros imitaram a comemoração da revelação Erling Braut Haaland, um dos destaques individuais da competição e que irritou os franceses por um post na internet às vésperas do duelo decisivo.

Depois da classificação, o grupo ainda comemorou com os torcedores, que permaneceram nos arredores do Parque dos Príncipes antes, durante e depois do duelo.

Valencia 4 x 8 Atalanta

Iicic Atalanta - Alberto Lingria/Xinhua - Alberto Lingria/Xinhua
Ilicic anotou os quatro gols da Atalanta na vitória por 4 a 3 sobre o Valencia, na Espanha
Imagem: Alberto Lingria/Xinhua

Se Haaland era a sensação individual da Liga dos Campeões antes da paralisação, a Atalanta surgiu como a inspiração coletiva do torneio até a interrupção por conta da expansão da Covid-19 pelo continente europeu. Dona de um futebol ofensivo, a equipe dominou o Valencia e venceu as duas partidas. Na Itália, placar de 4 a 1. Já na Espanha, vitória por 4 a 3 com atuação histórica de Josip Ilicic, autor de quatro gols no estádio Mestalla.

RB Leipzig 4 x 0 Tottenham

Sabitzer RB Leipzig - Odd Andersen / AFP - Odd Andersen / AFP
Marcel Sabitzer marcou dois gols na confortável vitória do RB Leipzig sobre o Tottenham
Imagem: Odd Andersen / AFP

Assim como a Atalanta, o RB Leipzig surge como novidade nesta edição da Liga dos Campeões. A equipe alemã ignorou o fato de encarar o atual vice-campeão do continente e passou para o grupo dos oito melhores com dois triunfos. Na Inglaterra, vitória simples por 1 a 0 para calar mais de 60 mil pessoas em Londres. Na volta, a equipe de José Mourinho caiu por 3 a 0 e se despediu mais cedo do principal torneio europeu.