PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atacante que barrou Firmino no Liverpool vale R$ 308 mi e é sucessor de CR7

Diogo Jota, do Liverpool, marca contra a Atalanta pela Liga dos Campeões - Emilio Andreoli/Getty Images
Diogo Jota, do Liverpool, marca contra a Atalanta pela Liga dos Campeões Imagem: Emilio Andreoli/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

04/11/2020 04h00

Três gols com a camisa do Liverpool em plena Liga dos Campeões colocaram ainda mais expectativa em torno do atacante Diogo Jota, português de 23 anos que é apontado como sucessor de Cristiano Ronaldo na seleção portuguesa. No time inglês, o atleta barrou Firmino e chegou à marca de sete gols em dez jogos pelo novo clube. Ontem (3), ele foi o maior destaque no triunfo por 5 a 0 sobre a Atalanta.

Contrato a peso de ouro na última janela de transferência, Diogo Jota foi rápido na resposta diante do alto investimento do Liverpool para tirá-lo do Wolverhampton. As cifras iniciais atingiram 41 milhões de libras (R$ 308 milhões a cotação atua) e podem chegar a 45 milhões de libras (R$ 338 milhões), caso o jogador cumpra metas.

Jota chamou a atenção do Liverpool depois de voltar a brilhar numa temporada pelo Wolverhampton. A atuação do português foi decisiva para um surpreendente sexto lugar no Campeonato Inglês. O atacante fez 16 gols em 48 jogos, desempenho parecido com o da temporada 2017/2018, quando anotou 18 gols em 46 duelos. Na seguinte, foi às redes dez vezes em 37 partidas.

A passagem pelo Wolverhamton começou com um empréstimo do Atlético de Madri. A opção de compra aconteceu no começo de 2018, depois do início fulminante de Jota. Ao fim daquela temporada, a aposta do jovem resultou na ascensão da equipe à Premier League.

Jota, porém, já havia brilhado no pequeno Paços Ferreira, de Portugal, onde foi revelado. Na temporada 2014/2015, a primeira como profissional, o atacante marcou seus primeiros quatro gols. Depois, na seguinte, fez 14, o suficiente para o início das comparações com Cristiano Ronaldo.

O sucesso no Paços de Ferreira fez o Atlético de Madri apostar na sua contratação. Sem jogar pelo clube espanhol, ele foi emprestado pela primeira vez, com destino ao Porto. Os gols por lá também foram frequentes: nove em 38 jogos. Doze meses depois, Jota enfim foi cedido ao Wolverhampton, que pagou 14 milhões de euros (R$ 101 milhões na cotação atual) para comprá-lo.

Anunciado pelo Liverpool no dia 19 de setembro, Jota destacou desde o início que as características do time de Jürgen Klopp se aproximavam das suas. "Eles são um time especial, a maneira como pressionam, a intensidade que colocam nas partidas está em outro nível. É disso que eu quero fazer parte, dessa ânsia por jogar o jogo e fazer gols", disse na ocasião.

Jota estreou pelo Liverpool em 24 de setembro, diante do Lincoln City, pela Copa da Liga. O atacante atuou por 33 minutos. No jogo seguinte, fez o primeiro gol pelo clube, depois de dez minutos em campo.

Em seguida, ganhou duas chances como titular, pelo Inglês, sem balançar as redes. Na vitória por 1 a 0 sobre o Ajax, pela Liga dos Campeões, entrou no lugar de Firmino pela primeira vez, mas novamente passou em branco. O mesmo já tinha acontecido no empate por 2 a 2 com o Everton, pelo Nacional.

A fase espetacular começou há quatro partidas, com seis gols feitos. Jota foi titular contra o Sheffield United, quando atuou ao lado de Firmino e fez um gol. A primeira vez que o português barrou o brasileiro foi contra o Midtjylland, da Dinamarca, pela Liga dos Campeões. E com mais um gol.

Firmino, que foi às redes apenas uma vez em 11 jogos na temporada, voltou à titularidade contra o West Ham, quando Jota atuou por 20 minutos, com mais um tento. Ontem, diante da Atalanta, foram três gols em 65 minutos. O português já defendeu a seleção portuguesa em sete partidas, com três gols.

Futebol