PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões 2019/2020

PSG: Rafinha tenta mostrar que não é só amigo de Neymar e irmão de Thiago

PSG tentou contratar Thiago antes de fechar com irmão Rafinha, diz Mazinho - Aurelien Meunier/Getty Images
PSG tentou contratar Thiago antes de fechar com irmão Rafinha, diz Mazinho Imagem: Aurelien Meunier/Getty Images

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris (França)

23/11/2020 04h00

No planejamento do diretor esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, a contratação de Thiago Alcantâra era prioridade. O meio-campista, no entanto, escolheu o Liverpool como destino e acabou abrindo espaço para que o irmão Rafinha chegasse ao clube francês. O desenrolar de uma curiosa negociação foi explicitado pelo pai e empresário dos jogadores, Mazinho, de modo até debochado. O que gerou um desconforto no clube.

"Não estava nos planos de Leonardo fechar com Rafinha, mas ele deve ter visto que seria uma boa oportunidade. Vejo que ele mudou de ideia e então tudo acelerou no último dia [da janela internacional de transferências]. Ele queria o Thiago, mas conseguiu contratar o Rafinha", disse Mazinho em entrevista recente à revista France Football.

Ao PSG, Mazinho explicou a situação dizendo se tratar de uma entrevista sobre sua carreira como jogador. A frase sobre a negociação foi impensada e deixou o pai e empresário de Rafinha revoltado com a publicação.

A chateação de Rafinha com o tema no PSG se deve justamente ao trabalho do jogador de tentar fugir da sombra do irmão Thiago Alcântara. Os dois são formados no Barcelona, mas o atual meia do Liverpool vem construindo uma carreira de maior sucesso, tendo passado também por Bayern de Munique e agora Liverpool.

Aos 27 anos, Rafinha assinou contrato com o PSG até junho de 2023 após ser cedido pelo Barcelona em uma transação sem custo inicial, mas que pode chegar a 3 milhões de euros de acordo com metas atingidas. Ser reforço do time de Neymar no último dia da janela de transferências foi uma surpresa para o brasileiro.

"Para mim é uma alegria imensa. Poder viver este momento é incrível. Com o nervosismo que representa a tensão do último dia do mercado e ainda assinar com um clube deste tamanho. Eu até passei mal nos dias que antecederam o fechamento, mas foi incrível como acabou com um final muito feliz" disse Rafinha.

Parceria com Neymar pesou na contratação

O contrato longo de Rafinha no PSG também é uma estratégia da diretoria do clube para segurar Neymar. O vínculo do camisa 10 termina em julho de 2022 e, na discussão para renovação, a manutenção de elenco amigos brasileiros por perto é vista como um trunfo.

Rafinha divide algumas conquistas em campo com Neymar. A que mais saboreiam, a da Olimpíada no Brasil em 2016, os levou até mesmo a combinar e fazer uma mesma tatuagem com os anéis olímpicos. Pelo Barcelona, em 2014, eles também celebraram os títulos da Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol e Copa do Rei.

Rafinha esteve ao lado de Neymar em todos os quatro anos do atacante no clube. Em 2016, o vínculo entre eles ficou ainda maior na posição de dois únicos brasileiros do elenco após as saídas dos laterais Daniel Alves, Douglas e Adriano.

Mesmo sendo claramente um reforço para o banco de reservas, Rafinha já foi titular do PSG em quatro dois oito jogos pelo time. Isso aconteceu por conta do excesso de lesões e suspensões no setor de ataque, envolvendo Icardi, Di Maria, Neymar e Mbappé. Com o time completo, a tendência é de que o brasileiro tenha poucos minutos em campo.

"Rafinha esteve com a gente na pausa da data Fifa e mostrou que é um jogador com muita técnica, humilde e agradável. Tenho certeza que ele vai se integrar muito rápido. Mas é necessário dar tempo e ter paciência para os jogadores novos mostrarem que podem concorrer pela vaga de titular", avisou o treinador do PSG, Thomas Tuchel.