PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Red Bull atinge maior façanha em aventura no futebol com top 8 na Champions

Marcel Sabitzer comemora um dos gols do RB Leipzig sobre o Tottenham - Odd Andersen / AFP
Marcel Sabitzer comemora um dos gols do RB Leipzig sobre o Tottenham Imagem: Odd Andersen / AFP

Do UOL, em Santos (SP)

11/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Classificação do RB Leipzig eleva patamar do grupo Red Bull no futebol
  • Time alemão passou pelo Tottenham e chegou às quartas da Champions
  • Até então, melhor resultado era uma semi de Liga Europa do Salzburg
Classificação e Jogos

O grupo Red Bull deu ontem (10) mais um passo importante no que é o seu grande objetivo dentro do futebol: colocar mais um dos seus times na prateleira de cima não só de seus países, mas também de seus continentes. Depois de vencer o Tottenham por 1 a 0 na Inglaterra, o RB Leipzig voltou a bater os Spurs - por 3 a 0 - na Alemanha e, assim, avançou às quartas de final da tão cobiçada Liga dos Campeões.

Ao alcançar o top 8 da principal competições de clubes do mundo, pode-se dizer que a empresa austríaca mundialmente conhecida pela comercialização de energéticos atingiu a sua maior façanha no futebol, não é verdade? Até então, quem mantinha o posto entre os quatro clubes da marca era o Red Bull Salzburg, que na temporada 2017/18 chegou às semifinais da Liga Europa. Mas, convenhamos. Não era uma Champions League.

Com apenas uma derrota na atual edição da Liga dos Campeões, para o Lyon, o Leipzig terminou a fase de grupos na liderança, com três pontos à frente dos franceses. e conseguiu a classificação à fase de mata-mata com antecedência. Em seguida, desbancou o último vice-campeão da Champions e que hoje é comandado pelo consagrado português Jose Mourinho.

Mas se em nível internacional os times da Red Bull apenas começam a dar as caras, dentro de seus países a história já é outra. O próprio time alemão, por exemplo, chegou a liderar a atual Bundesliga e continua com chances de conquistar o primeiro título da liga nacional - atualmente é o terceiro colocado, a cinco pontos do líder Bayern de Munique e apenas um do vice-líder Borussia Dortmund. Fora isso, obteve um segundo e um terceiro lugar nas temporadas 2016/17 e 2018/19, respectivamente.

O Salzburg, por sua vez, é o atual hexacampeão campeão austríaco e segue com chances de mais um título nacional na temporada - é o segundo colocado da tabela. Vale lembrar que a equipe austríaca, apesar de derrotada, jogou de igual para igual com os atuais campeões e vendeu caro os revezes para o Liverpool na fase de grupos da Champions — perdeu por 4 a 3, no Anfield Road, e por 2 a 0, na Red Bull Arena.

Já nos Estados Unidos, o New York Red Bulls, que já contou com estrelas como Thierry Henry, Rafa Márquez e Juninho Pernambucano em seu elenco, ainda busca o título da MLS (Major League Soccer), mas emplacou por três vezes a melhor campanha da temporada regular, em 2015, 2016 e 2018. Faltou caprichar mais na hora dos playoffs.

Por fim, temos o mais novato deles no Brasil. Em seu primeiro ano, o Red Bull Bragantino ganhou com sobras a Série B de 2019 e, nesse ano, já consegue incomodar os grandes de São Paulo. Na estreia no Paulistão, empatou com o Santos na Vila Belmiro. Já na quarta rodada, conseguiu vencer o milionário Palmeiras, por 2 a 1. Hoje, lidera o seu grupo, com 14 pontos, à frente inclusive do Corinthians, que soma dez e é o terceiro.

Agora, resta saber: até onde o projeto da Red Bull no futebol pode chegar? Só o tempo dirá,

Futebol