PUBLICIDADE
Topo

Nada de óculos escuros! Saiba como observar eclipse solar de hoje

Renata Baptista

De Tilt, em São Paulo

14/12/2020 04h00Atualizada em 14/12/2020 16h29

Em tempos de confinamento, um espetáculo da natureza ajuda a tirar um pouco a monotonia, certo? Então pode comemorar. Nesta segunda-feira (14) acontece um eclipse solar, um dos fenômenos mais aguardados por entusiastas da astronomia. Somente em algumas regiões do Chile e Argentina será possível observar o eclipse em sua totalidade — quando o diâmetro aparente da Lua fica maior que o do Sol, bloqueando toda a luz solar direta.

Aqui no Brasil, ele só será visto parcialmente em algumas cidades do fim da manhã até o início da tarde.

"Um eclipse do Sol é sempre visto como total em apenas uma estreita faixa sobre a superfície da Terra. Dessa vez, será somente no sul do Oceano Pacífico, sul do Oceano Atlântico e em uma pequena região do Chile e da Argentina", explica a pesquisadora do Observatório Nacional Josina Oliveira.

O eclipse será visto como parcial no Oceano Pacífico, centro e sul da América do Sul, região do extremo sudoeste da África e na Antártica. No Brasil especificamente, será visto parcialmente nas regiões Sul, Sudeste e partes das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte. Quanto mais ao sul, maior será a porção do disco do sol que será escurecida.

O site Time and Date informa se vai ser possível observar o fenômeno na sua cidade. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o eclipse parcial começou às 12h45, atingirá o seu ápice (32% de ocultação do disco solar) às 14h05 e será finalizado às 15h16.

Mapa para eclipse do dia 14 de dezembro - Reprodução/ Time and Date adaptado para Jorge Meléndez - Reprodução/ Time and Date adaptado para Jorge Meléndez
A faixa indica os locais onde a sombra da Lua será projetada sobre a Terra; quanto mais escura a corda faixa, maior será a ocultação
Imagem: Reprodução/ Time and Date adaptado para Jorge Meléndez

Para a garantia de um boa visibilidade do eclipse, é preciso ainda esperar uma ajudinha dos céus para que as nuvens não encubram o espetáculo. Veja como será a previsão do tempo em algumas capitais onde o fenômeno poderá ser observado, no horário do ápice:

  • Porto Alegre: ápice às 13:51 (54%): 27°C, parcialmente nublado
  • Florianópolis: ápice às 13h58 (45%): 25°C, nublado
  • Curitiba: ápice às 13h57 (37%): 26°C, com possibilidade de chuvas
  • São Paulo: ápice às 14h05 (32%): 29°C, com possibilidade de chuvas
  • Rio de Janeiro: ápice às 14h14 (31%): 31°C, com possibilidade de chuvas
  • Belo Horizonte: ápice às 14h13 (21%): 28°C, parcialmente nublado
  • Brasília: ápice às 14h03 (8,5%): 29°C, parcialmente nublado
  • Salvador: ápice às 14h30 (6%): 28°C, ensolarado

Como observar

Testemunhar um eclipse solar requer alguns cuidados para não prejudicar sua visão. O primeiro deles é que não pode observar o evento diretamente. Entre os instrumentos usados para observar o fenômeno estão óculos especiais ou máscara de soldador.

Também podem ser usados telescópios, binóculos e câmeras, mas apenas se estiverem com filtros adequados na objetiva ou abertura, que permitam ser direcionados ao sol. Não podem ser usados óculos de sol convencionais, chapas de raio-X ou negativos de filmes —todos esses métodos podem causar danos permanentes à visão.

Uma dica dada por Josina Oliveira, do Observatório Nacional, é usar como filtro um vidro de soldador número 14 ou superior, que é encontrado em lojas de ferragens. "Mesmo com esse vidro só é possível olhar por cerca de 30 segundos, tendo que fazer pausa por um tempo", ensina.

Para aqueles que não conseguirão presenciar o eclipse ou que querem assisti-lo de diferentes ângulos, haverá transmissões ao vivo de diferentes fontes —entre elas a própria Nasa e o site Exploration, com imagens do Chile.