PUBLICIDADE
Topo

Oscar: "Antes do jogo em 1982, italiano disse a Falcão ter feito as malas"

Mais Os Canalhas
1 | 25
Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 14h33

A seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo de 1982 é lembrada até hoje como uma das melhores entre as que não venceram um mundial e até pela qualidade que tinha o time comandado por Telê Santana, havia jogadores italianos que não estavam confiantes na vitória que acabaram conseguindo rumo ao título após os gols e a atuação de Paolo Rossi.

Em entrevista aos jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, no programa Os Canalhas, o ex-zagueiro Oscar Bernardi, um dos líderes daquela seleção brasileira de 1982, revela que o italiano Conti ligou para Paulo Roberto Falcão e disse que já havia preparado as malas na véspera do jogo no Sarriá.

"De forma alguma, a gente achava que iria passar. Nós achávamos que iríamos passar e a Itália achava que ia perder. Por que? Porque a Itália vinha mal, eles estavam jogando mal, sendo criticados pela imprensa, brigaram a imprensa com os jogadores. E por que eu acho que eles iam perder? Porque o Falcão jogava no Roma e jogava com o Conti, o ponteiro da Itália, e o Conti um dia antes do jogo com a Itália, ele telefonou para o Falcão e disse que iria jogar e tal, mas que já tinha feito as malas, estavam prontas as malas, segundo o Falcão", diz Oscar.

O ex-jogador brinca que a ligação pode ter sido uma estratégia do jogador italiano, fazendo o trocadilho o 'Conti do Vigário, e diz que a seleção italiana que acabaria campeã mundial tinha sim qualidade, diferentemente do que alguns críticos diziam ao analisarem o time campeão do mundo naquela Copa.

"Eu acho que foi o Conti do Vigário. Eles achavam que ia ser uma parada difícil, que de fato poderiam retornar para casa, mas é lógico que lutaram bravamente, tinham também uma bela seleção, não foi sorte", diz Oscar, que acredita que se o Brasil tivesse mudado seu estilo de jogo para tentar o empate, que o classificaria, o resultado seria diferente.

"Eu acho que o Brasil perdeu por ter jogado da forma que jogou, taticamente sempre procurando o gol, visando ganhar o jogo, porque nesse jogo o empate era do Brasil", conclui.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda semana em duas edições semanais, na terça-feira, às 14h, e na quinta-feira, às 18h, em transmissão ao vivo, ou gravado, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.