PUBLICIDADE
Topo

Jardel: "Fui artilheiro do mundo, em qualquer outro país teria ido à Copa"

Mais Os Canalhas
1 | 25
Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

21/10/2020 04h00

Centroavante que ficou marcado como artilheiro em suas passagens por clubes grandes do Brasil como Vasco e Grêmio, além do auge na carreira em Portugal, quando foi goleador no Porto e mais tarde no Sporting, Jardel chegou a defender a seleção brasileira, mas não foi convocado para uma Copa do Mundo.

Em entrevista ao programa Os Canalhas, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, Jardel afirma que em qualquer outro país ele teria jogado uma Copa do Mundo e lamenta que não pôde defender a seleção portuguesa por já ter atuado pelo Brasil.

"Eu só acho que em qualquer outro país do mundo eu iria para a Copa do Mundo. Artilheiro do mundo e da Europa, só no Brasil que não", diz Jardel.

"Mas assisti o jogo da final rezando para o Felipão ganhar. E o Felipão eu já estive com ele várias vezes, conversei, estamos de boa, eu não guardo mágoa de ninguém, não adianta guardar mágoa, isso aí te deixa com mal-estar espiritualmente, fisicamente, em tudo, então, não deu, não deu, não foi, não foi, e passou, vida que segue", completa.

O ex-jogador também analisa a seleção brasileira atual e diz que Tite faz um bom trabalho, mas precisa ganhar uma Copa do Mundo e diz que o próprio torcedor brasileiro perdeu um pouco da paixão pelo futebol pela frustração em mundiais.

"Aquela paixão, vai todo mundo para um bar ver o jogo, todo mundo, não tem. Porque está faltando título. O Tite estava tão bem na última eliminatória, ganhamos e tudo, e eu estava muito confiante de que a gente iria ser [campeão], até apostei várias jantas aqui e almoços que eu perdi, mas não tem aquela paixão, porque perdeu a credibilidade, por tanto tempo não ganhar uma Copa do Mundo", diz Jardel.

"O Tite é um ótimo treinador, mas treinador sem título de Copa do Mundo, é igual ao Messi, nunca vai ser considerado o melhor do mundo porque não ganhou a Copa. Então os que ficam na história são os que são vencedores", conclui.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda terça-feira, às 14h, em transmissão ao vivo, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.