PUBLICIDADE
Topo

Bom pra todo mundo

Marca de cerveja cria rótulo que muda de preço conforme o desmatamento

Divulgação
Imagem: Divulgação

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

03/09/2020 15h47

Uma marca de cerveja está apostando no poder dos apreciadores da bebida para ajudar na conservação da biodiversidade brasileira. Em homenagem ao Dia da Amazônia, a Colorado decidiu criar um rótulo que muda de preço de acordo com os níveis de desmatamento da floresta. Feita com trigo, babaçu, pacová e casca de limão, a Colorado Amazônica terá 100% do valor arrecadado nas vendas destinado a mais de 600 famílias no Pará.

De acordo com a cervejaria de Ribeirão Preto (SP), semana a semana, o preço da Colorado Amazônica —Witbier que chega ao mercado nesta quinta (3)— poderá flutuar de acordo com os índices de desmatamento da região, ou seja, quando reduz o desmatamento, cai o preço da cerveja, e, quanto menor a floresta, mais cara será a lata.

O babaçu utilizado na receita é produzido artesanalmente por comunidades de Cantinas da Terra do Meio, formada por ribeirinhos, indígenas e agricultores familiares que exercem um papel fundamental na conservação da área e na manutenção da floresta.

Para esse projeto, a empresa contou com o auxílio do Engenheiro Florestal Tasso Azevedo, Coordenador do MapBiomas. Ele desenvolveu um Índice de Reajuste de Preços da Amazônia (IRPA) que tem como base a comparação da média do desmatamento semanal detectado nas últimas quatro semanas e o mesmo período do ano anterior. A cada semana o índice será calculado e indicará o reajuste a mais ou a menos que será aplicado ao preço da cerveja.

A implantação, segundo a Colorado, conta com a parceria da rede Origens Brasil ®?, iniciativa que promove negócios sustentáveis na Amazônia em áreas prioritárias de conservação, garantindo a origem, transparência, rastreabilidade e o comércio justo de produtos da região.

Bom pra todo mundo