PUBLICIDADE

Topo

Horóscopo

Abril de 2021: Demandas sociais e econômicas devem pressionar o clima

Abril de 2021: Demandas sociais e econômicas devem pressionar o clima  - Pexels/Pixabay
Abril de 2021: Demandas sociais e econômicas devem pressionar o clima Imagem: Pexels/Pixabay

Barbara Abramo

De Universa

01/04/2021 00h00

O mês começa com um chamado à responsabilidade e ao senso comum, graças a Sol e Saturno. Já Mercúrio, das transações comerciais, da medicina e da mídia, arma aspecto com Plutão, sinalizando movimento em direção a um esforço coletivo, talvez relacionado ao controle da pandemia e à retomada da economia.

Impulsos para a ação conjunta entre setores da sociedade e forças políticas começam a caminhar rumo a um consenso. Porém, essa ideia coloca em xeque a autonomia da Presidência, que enfrentará desafios em alguns momentos ao longo deste e do próximo mês. Negociar, uma arte relacionada a Vênus e a Mercúrio, pode ser a saída a partir do dia 19, quando Sol e Vênus entram em Touro.

Antes disso, demandas sociais e econômicas devem pressionar bastante o clima geral, gerando tumultos e indeterminações, como indicam Marte em tensão a Netuno (de 5 a 13), e Vênus em quadratura a Plutão (de 10 a 13). Até o dia 21, Sol e Plutão, também em tensão, identificam a tentativa de forças políticas darem um novo curso à situação econômica, sanitária e política.

No dia 11, a Lua nova em Touro aciona e destaca o poder de comando e de negociação das Câmaras, que terão a incumbência de dar direcionamento a atos ou acontecimentos inesperados que podem ter relação com leis e ética. Serão 15 dias intensos no que diz respeito à busca de soluções para a economia. Quem domina essa Lua nova de abril é Marte, planeta da ação e do dinamismo, que, transitando Gêmeos, formará um aspecto de fortalecimento com Júpiter. Será um bom augúrio em um tempo preocupante e delicado.

Júpiter, o planeta da esperança e da lei, começa sua trajetória num ponto importante do mapa astral do Brasil, proporcionando um despertar em busca de direitos e equanimidade. Muita coisa virá à tona, como problemas sociais escondidos, por exemplo.

Com o Sol em Touro a partir do dia 19, tem início um período em que a mobilidade, a mídia e a educação entram em destaque. O enfoque será maior na terceira semana do mês, quando múltiplos aspectos planetários ocorrem denotando um período de decisões, debates e negociações importantes.

Para completar, Mercúrio e Sol conjuntos a Urano entre os dias 23 e 28 anunciam eventos inesperados. É justamente neste período que ocorre a Lua cheia em Escorpião, signo que comanda a Presidência da República.

A mudança lunar polariza, colocando em pratos limpos a necessidade de esclarecer e transformar o que não vai bem. Além disso, pode trazer atitudes abusivas por parte da Presidência, iniciativa que encontrará fortes oposições por parte da mídia, das Câmaras e de setores ligados à educação. Questões com os caminhoneiros podem emergir, tornando ainda mais polarizada e difícil a relação entre os poderes.

Terminamos o mês com um aspecto de Mercúrio e Netuno, nos dias 29 e 30, que pode anunciar boas conquistas no campo da saúde, dos hospitais e do controle da pandemia. Será possível enxergar uma luz no fim do túnel.

Horóscopo