PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

A história do meme: Chico Buarque acha "absurda" a capa que virou piada

Meme de Chico Buarque - Reprodução
Meme de Chico Buarque Imagem: Reprodução
Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

07/11/2020 04h00

Sem tempo?

  • Chico Buarque revelou a história por trás da capa que virou meme
  • Você sabe de qual meme estamos falando, certo? Aquele do "Chico feliz" e "Chico sério"
  • Em entrevista ao Sesc, ele revelou a história sobre 'a capa absurda'
  • "E, cada vez que vejo, sendo meme ou não, eu digo que absurdo isso aí", diz Chico

Você sabe de qual meme estamos falando, certo? Aquele do "Chico feliz" e "Chico sério", da capa do álbum de estreia de Chico Buarque, de 1966? Bom, o meme é esse aqui aqui:

Sim, até a própria conta do artista usou a piada para anunciar que chegou à rede social.

Aliás, o UOL fez, em 19 de junho de 2020, data de aniversário de 76 anos do Chico, uma galeria para mostrar as infinitas possibilidades por trás do meme.

Já vi prints da Patti Smith tendo compartilhado o meme na página dela de Facebook em 2014, mas, se o fez, o gracejo já foi apagado, infelizmente. Você também pode criar a sua própria versão do meme com o site Meme Creator.

Bom, essa é a capa do álbum "Chico Buarque de Hollanda", lançado em 1966, a estreia de Chico como artista, que até então, se sentia mais como um estudante de arquitetura do que como um artista.

Ali, neste disco, você encontra clássicos da primeira fase do artista, como "A Banda", "Tem Mais Samba", "Pedro Pedreiro" e "Amanhã, Ninguém Sabe".

Foi com "A Banda", aliás, defendida por Nara Leão, que Chico Buarque ganhou o II Festival de Música Popular Brasileira, também de 1966 - em um empate, no primeiro lugar, com "Disparada", de Geraldo Vandré e Theo de Barros, defendida por Jair Rodrigues.

Tá, mas e o meme?

Vamos lá...

Chico Buarque é o segundo convidado do projeto "Muito Prazer, Meu Primeiro Disco", uma série digital do Sesc Pinheiros, no episódio já gravado vai ao ar hoje (7), às 18h, nas redes sociais do Sesc (no YouTube do Sesc Pinheiros e na plataforma Sesc Digital). A série estreou em 3 de outubro, com um papo com Gilberto Gil.

Ali, Chico conversa com o mestre Zuza Homem de Mello (musicólogo, produtor e jornalista que morreu no último 4 de outubro, nesta que é a última entrevista dele), a jornalista e apresentadora Adriana Couto e o também jornalista e escritor Lucas Nobile sobre a estreia dele em "Chico Buarque de Hollanda".

Discordo veementemente do meme acima, tá?

Papo vai, papo vem, Chico revelou a história por trás da capa do álbum que virou meme. A coluna adianta, a seguir, com exclusividade, o que o artista contou aos três entrevistadores no episódio deste sábado.

Chico, na verdade, queria uma foto para impor "uma ideia de compositor sério". Já a gravadora, a RGE, queria uma foto dele com um sorriso no rosto. E deu no que deu.

É melhor deixar o próprio Chico contar a história:

As fotos da capa, essa eu me lembro bem... Nós estávamos num estúdio fotográfico e eu queria tirar uma foto mais séria, eu queria me impor como um compositor sério e tal. E eles achavam que eu ficava mais bonito quando sorria. Então, tiramos várias fotos, sorrindo e sério"

Já deu para imaginar o resultado?

Eu fui ver a capa pronta. Eles fizeram a vontade deles e a minha, com essa capa absurda que virou meme. E, cada vez que vejo, sendo meme ou não, eu digo que absurdo isso aí (risos)"

É isso, o meme está desvendado: Chico queria uma foto séria, a gravadora queria uma foto sorrindo. Para não desagradar ninguém, criaram uma capa com as duas versões do Chico.

Por que Chico deixou essa capa passar?

Essa é a pergunta, portanto. E a resposta, não diretamente a ela, está em outro momento da entrevista de Chico Buarque ao "Muito Prazer, Meu Primeiro Disco".

Existe, ao que parece, um misto de insegurança com ingenuidade de quem, na época, tinha 22 anos.

Conta mais, Chico:

"Eu era um artista novo, não tinha condições de impor. Não me sentia em condições de impor a minha vontade. Na verdade, eu me senti um pouco um estudante de arquitetura que estava gravando um disco do qual não se falaria depois de 50 anos."

Chico só errou na previsão. Além de se falar um tanto sobre "Chico Buarque de Hollanda", o álbum, a capa ainda nos deu um meme com 54 anos de história e sem data de validade.

Último lembrete: a entrevista completa vai ao ar hoje (7), às 18h, no YouTube do Sesc Pinheiros e na plataforma Sesc Digital.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente que Chico Buarque faz aniversário em 19 de julho, mas a data correta é 19 de junho. A informação foi corrigida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.