PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo volta à estaca zero após dias de procura e nenhum ponto com Díaz

Eduardo Barroca regressa ao Botafogo após ser demitido em outubro de 2019 - Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Eduardo Barroca regressa ao Botafogo após ser demitido em outubro de 2019 Imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Alexandre Araújo e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

29/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Botafogo voltou à estaca zero e com um tempo ainda mais curto na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Recém-contratado, Eduardo Barroca inicio o trabalho com o elenco alvinegro ontem (28), após passagem relâmpago da comissão técnica comandada pelo argentino Ramón Díaz, que sequer estreou à beira do gramado.

Velho conhecido da torcida, Barroca terá cerca de uma semana para preparar a equipe para o clássico com o Flamengo, no próximo sábado (5), quando comandará o time pela primeira vez e já com a extrema necessidade de encerrar o jejum de vitórias, que dura sete rodadas.

"Estou muito feliz com a oportunidade de estar aqui mais uma vez. Todos sabem que minha ligação com o Botafogo nunca foi apenas profissional, tem uma ligação afetiva. Assumo uma responsabilidade frontalmente para que a gente possa reverter uma situação adversa no momento e possa atingir o objetivo de permanência e planejar um 2021 mais cristalino", disse Barroca.

O acerto com Ramón Díaz aconteceu depois de longa busca no mercado da bola e negociações que não avançaram. Inicialmente, a diretoria pensava em um treinador brasileiro, por entender que a equipe precisaria de respostas a curto prazo, uma vez que um técnico de fora do país precisaria de um período de adaptação.

Porém, após alguns nomes serem especulados — como Alexandre Gallo e Ramon Menezes —, a torcida pressionou por um técnico estrangeiro. A diretoria, então, mudou o rumo e houve conversas com o argentino Daniel Garnero e tudo alinhado com o venezuelano César Farías, técnico da seleção da Bolívia, mas que não foi liberado pela Federação Boliviana de Futebol. Só após esses episódios, houve um avanço com Díaz e se chegou a um denominador comum.

Da demissão de Bruno Lazaroni até aqui foram cinco jogos no Brasileiro — empate com o Ceará e quatro derrotas seguidas para Bahia, Red Bull Bragantino, Fortaleza e Atlético-MG. Neste meio tempo, houve ainda a eliminação na Copa do Brasil, depois de empate com o Cuiabá, fora de casa.

Agora, Barroca assume o time com a missão de conseguir uma sequência de bons resultados para que possa afastar a crise e aliviar a pressão na busca pela permanência na Série A.

Vale ressaltar que o próprio Barroca foi demitido há pouco mais de um ano, por essa mesma gestão. Com passagem pela base do Alvinegro, o treinador foi contratado para o profissional para substituir Zé Ricardo. Após bom início no Brasileiro, teve queda de rendimento no segundo turno e a diretoria decidiu que mudanças deveriam ser feitas — Alberto Valentim foi o escolhido para o cargo. De lá para cá, Barroca treinou Atlético-GO, Coritiba e Vitória.

Botafogo