PUBLICIDADE
Topo

Rainha da Mocidade exalta 40 anos de diferença entre ela e o marido

A nova rainha da Mocidade Independente de Padre Miguel Giovana Angélica - Davi Borges/Divulgação
A nova rainha da Mocidade Independente de Padre Miguel Giovana Angélica Imagem: Davi Borges/Divulgação

Colaboração para o UOL

21/02/2020 10h01

Giovana Angélica vai estrear no posto de rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, na madrugada da terça-feira, na Sapucaí.

Conduzida ao cargo após a tumultuada saída de Camila Silva, ela conta que não teme o "olho gordo" na passarela, apesar de se blindar: "Sabe o que é? Eu nunca senti inveja de uma rainha de bateria. Então acho estranho que alguém sinta. Sei que existe, mas o maior objetivo é fazer tudo para que a escola seja campeã", disse ela em entrevista ao jornal Extra.

Cria da Vila Vintém, no subúrbio do Rio de Janeiro, esse mundo de fantasias já é conhecido pela rainha antes mesmo de ser convocada para entrar na avenida. A avó, costureira, levava para casa as fantasias dos componentes da escola. "Me lembro de a gente ajudá-la a colar as penas, a costurar as roupas. O Carnaval era muito vivo lá em casa", recorda.

Dedicada, Giovana trancou a faculdade nos Estados Unidos para comparecer aos ensaios da Mocidade e se harmonizar com a comunidade, mesmo sendo uma figura querida por lá. "Fui eleita musa da harmonia uma vez, conheço os diretores, os ritmistas. Já me chamaram para ser rainha em outras escolas, mas decidi ficar na Mocidade", afirma na publicação.

A bela vai à contramão de outras rainhas da Avenida quando o assunto é preparação, enquanto outras musas fazem dietas, ela não dispensa um prato farto. "Um ensaio de rua, por exemplo, leva uma hora e meia e eu lá sambando. Quando saio, estou varada de fome, quero bater um prato de arroz com feijão. Vê lá se vou ficar só no frango, ovo e batata doce!", dispara.

Aos 34 anos, casada com um homem 40 anos mais velho, Giovana conta que se surpreende com a disposição do amado. "Às vezes parece que ele é a rainha de tão empolgado", conta sobre o empresário Jorge Rodrigues da Silva, com quem se casou há oito anos: "Ele é muito mais animado que eu, está sempre ao meu lado, me apoia, mas não aparece muito".

Ela confessa que Jorge não sente ciúme, mas já o filho Heron, de 13 anos: "Ele, sim, é ciumento. E já falou que não quer ir ao desfile. Vai viajar".

A Mocidade Independente de Padre Miguel irá homenagear a cantora Elza Soares na avenida.

CarnaUOL