Topo

CarnaUOL

Blocos de rua


Fantasia de vacina da febre amarela faz sucesso no Carnaval de BH

Fantasia de vacina da febre amarela do artista plástico Carlos Andre Mattos chamou a atenção no bloco Então Brilha em BH - Miguel Arcanjo Prado/UOL
Fantasia de vacina da febre amarela do artista plástico Carlos Andre Mattos chamou a atenção no bloco Então Brilha em BH Imagem: Miguel Arcanjo Prado/UOL

Miguel Arcanjo Prado

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

10/02/2018 18h04

O artista plástico Carlos Andre Mattos chamou a atenção entre as 100 mil pessoas que coloriram o centro de Belo Horizonte neste sábado (10) no desfile do bloco Então Brilha.

Tudo por conta de sua fantasia. Com um macaco de pelúcia montado no cangote e uma gigante seringa na mão, ele empunhava um cartaz com o dizer: "Febre amarela: vacine-se aqui".

Muitos foliões animados tentavam tomar a vacina com a grossa injeção durante o cortejo.

Brincadeiras à parte, Mattos contou para a reportagem do UOL que sua fantasia é por uma consciência melhor em relação à nossa saúde e também contra a agressão aos macacos das matas por gente ignorante que ainda pensa que os bichos transmitem a febre amarela, o que é uma mentira.

"Eu moro na região de Casa Branca, em uma zona de risco de febre amarela, em uma área que tem muita floresta. Fui vacinar e acabei aparecendo na Globo. Como todo mundo ficou me enchendo com isso, resolvi fazer essa fantasia. Para conscientizar o povo da vacinação e também que os macaquinhos não devem ser agredidos, pois eles não nos transmitem a febre amarela", discursou.

"Onde moro, os macacos vêm da mata na minha casa e eu dou comidinha na boquinha deles, temos de cuidar dos macaquinhos também, não maltratá-los", pediu, antes de sair distribuindo ao povo mais uma de suas "vacinas".