PUBLICIDADE

Topo

Júpiter está em Áries: posturas mais incisivas e fanatismo marcam presença

Júpiter entra em Áries no dia 11 de maio - Planet Volumes
Júpiter entra em Áries no dia 11 de maio Imagem: Planet Volumes

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

11/05/2022 04h00Atualizada em 11/05/2022 17h48

Uma novidade astral brinda maio com mudanças em nossas ideologias e crenças. Estamos falando da entrada de Júpiter, regente de Sagitário e Peixes, no signo de Áries. A partir do dia 10, o astro da fé e dos valores éticos impulsionará nossa força de iniciativa, a fim de nos guiar pelo caminho que escolhemos seguir de acordo com aquilo que acreditamos.

O astrólogo Carlos Falcão explica que, em Áries, Júpiter traz energia extra, o que minimiza confusões de sentimentos que poderiam estar acontecendo com o astro em Peixes. Segundo ele, Áries capacita a extinção de nossas inércias e traz mais direção e concretude para a abstração jupteriana. Afinal, o astro rege o conhecimento, a espiritualidade e as leis.

"O contraste da saída de Júpiter de um signo tão abstrato, como Peixes, faz com que alguns devaneios sejam minimizados, enquanto os que se mantêm podem se tornar fanáticos e mais belicosos ou agressivos. Estaremos, também, mais alertas e ariscos em relação a nossas ideias e posicionamentos, algo nada interessante em um momento de campanha presidencial polarizada", diz o astrólogo.

Ele destaca que, em um nível pessoal, posturas mais incisivas e exageradas podem ser observadas de acordo com as áreas do mapa natal que interagem com Júpiter. Agora, nossos fanatismos se tornam base de confiança e nos impulsionam para nossos rumos. Se houver exageros nesse sentido, problemas de relações interpessoais serão inevitáveis.

Polarização em alta

No dia 28 de outubro, Júpiter entra em retrogradação e retorna para Peixes. No entanto, retorna a Áries no dia 20 de dezembro, onde ficará até meados de maio de 2023. O período ariano é bastante longo e, durante toda essa trajetória, o astrólogo acredita que poderemos ver o acirramento de conceitos, o aumento da animosidade social e a fanatização das posturas polarizadas.

"As fake news continuam em alta e agora servirão a propósitos com maior nível de agressividade. Limites tendem a ser ignorados, inclusive os das leis, que são regidas por Júpiter. Guerras jurídicas acirradas e a tendência a esticar a corda da democracia a níveis ainda não vistos são outras tendências do trânsito astral", destaca Carlos.

No entanto, o astrólogo lembra que Áries sempre sugere um novo início, devido ao fato de ser o primeiro signo do zodíaco. Se essa energia for bem canalizada, pode simbolizar grandes feitos e até mesmo a semeadura de sementes que, mais à frente, germinarão com abundância.

Um novo começo

"Quando um astro retoma a Áries, sempre temos um momento de revisão sobre os assuntos que ele rege. No caso de Júpiter, estamos falando de nossos valores pessoais e da visão de mundo que temos. Tudo o que em nós encontra uma falta de confiança pode, com Júpiter em Áries, encontrar uma força de iniciativa para acabar com estagnações. É um posicionamento extremamente estimulante", comemora.

Individualmente, Falcão destaca que o dinamismo do trânsito é favorável para movimentar as nossas escolhas de vida com mais confiança e convicção. Por outro lado, é possível que apegos com conceitos muito pessoais sejam alimentados, gerando desentendimentos, perdas e rompimentos de relacionamentos de qualquer natureza.

"Divergências de ideais serão compartilhadas de forma impositiva e/ou agressiva. Também entrarão em destaque as questões ligadas à saúde mental e espiritualidade. Com isso, será a hora de tomar a iniciativa de olhar para os nossos próprios processos, entendendo que as ferramentas para harmonizá-los estão em nossas mãos."

Influências

Planetas em signos de fogo — Áries, Leão e Sagitário — serão estimulados pela estadia de Júpiter em Áries. Uma força extra, carregada de autoconfiança e estímulo, brindará esses territórios. Segundo o astrólogo, é o momento de dinamizar e expandir todos os canais que recebem a interação do trânsito.

Aquário e Gêmeos também recebem boa influência, ainda que com menos potência que os signos de fogo. Por outro lado, Câncer, Libra e Capricórnio são os mais tensionados. "Esses posicionamentos tendem a trazer exageros e ausência de sensibilidade ou falta de noção. A rudeza pode estar presente em tempos de menos paciência para sensibilidades", conclui Carlos.