PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2022

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Trocas de Ceni ou Cássio? O que foi mais decisivo no clássico?

Técnico Rogério Ceni, do São Paulo, e Cássio, goleiro do Corinthians - Montagem/UOL
Técnico Rogério Ceni, do São Paulo, e Cássio, goleiro do Corinthians Imagem: Montagem/UOL

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

23/05/2022 12h02

Classificação e Jogos

Dois fatores em especial chamaram a atenção no empate por 1 a 1 entre Corinthians e São Paulo, ontem (22), em Itaquera, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro: a grande atuação de Cássio, goleiro alvinegro, e as mudanças feitas pelo técnico Rogério Ceni, criticadas por parte da imprensa e da própria torcida tricolor.

Aproveitando esse gancho, convocamos os colunistas do UOL Esporte para responderem a seguinte pergunta: atuação de Cássio ou mexidas de Ceni? Quem foi mais determinante no clássico de ontem? Confira as respostas:

Cássio. Ontem, e na última década, ele ajudou a manter o Corinthians no topo. Que a torcida não deixe nunca de reconhecer sua importância história.
ALICIA KLEIN

Ambos. 50% x 50%.
ANDRÉ ROCHA

Se Cássio não tivesse feito as defesas que fez, Rogério Ceni seria muito menos criticado pelas trocas que fez. Lembrando que o técnico do São Paulo foi elogiado pelo comandante do rival justamente por surpreender no começo.
DANILO LAVIERI

Cássio, sem dúvida, mas Rogério Ceni ajudou.
JUCA KFOURI

As mexidas de Ceni foram importantes para mudar a dinâmica do jogo. Mas nem seriam relevantes se Cássio não tivesse salvado o Corinthians no primeiro tempo. O ponto vai para a conta do maior goleiro da história do Corinthians, que sempre aparece nas horas importantes.
JULIO GOMES

Cássio, já que suas defesas, principalmente no 1º tempo, salvaram o Corinthians de levar dois ou três o que faria com que qualquer lambança do Ceni nas alterações não fizesse diferença.
MARCEL RIZZO

Cássio impediu a goleada no primeiro tempo e o gol da virada nos acréscimos. Foi o maior culpado. Ceni mexeu errado e permitiu o domínio do Corinthians no segundo tempo, que teve duas chances de gol, em erros grosseiros de Léo Pelé e Diego Costa.
MENON

Disparado o Cássio. Não apenas o maior goleiro da história do Corinthians como um dos cinco maiores jogadores do Timão na história!
MILTON NEVES

Cássio, porque o São Paulo poderia ter matado o jogo no primeiro tempo. Além disso, o goleiro voltou a salvar o Corinthians na etapa final. Mas é preciso destacar que Ceni ajudou muito o Timão ao destruir o que o Tricolor tinha de melhor no jogo: a força pelo lado esquerdo do ataque.
PERRONE

Cássio, principalmente, porque impediu um placar definitivo no primeiro tempo. E Ceni completou o "trabalho", com mexidas medonhas.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Cássio fez defesas importantes no jogo todo. Fechou o gol. Foram 6 grandes defesas. Atuação acima da média. Ceni montou bem o São Paulo, que foi muito superior no primeiro tempo e poderia ter feito até 2 x 0. Mas depois mexeu mal na equipe. Acho que a atuação de Cássio foi mais determinante. Era natural o Corinthians voltar mais ligado também na segunda etapa.
RODOLFO RODRIGUES

Empate técnico. Não fosse o Cássio, o Corinthians já teria ido para o vestiário com uma vantagem larga e irrecuperável que nem todas as bizarras substituições de Rogério Ceni seriam capazes de manter o tabu de o São Paulo nunca ter vencido na Neo Química Arena.
VITOR GUEDES

  • Acompanhe os destaques do dia no esporte na Live do Danilo e do Vitão: