PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Pelo visto, como Jesus, Vítor Pereira deixará o Brasil na 1ª oportunidade

Vítor Pereira faz anotações durante o jogo do Corinthians contra o São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Vítor Pereira faz anotações durante o jogo do Corinthians contra o São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

23/05/2022 10h11

Muitos fracassaram, mas alguns técnicos portugueses muito bons desembarcaram no Brasil nos últimos tempos.

Os melhores, claro, foram Jorge Jesus e Abel Ferreira.

E qual a diferença entre o ex-técnico do Fla e o atual e vitorioso comandante do Palmeiras?

O fato de que Jesus usou o Mengão como trampolim, enquanto Abel veio para o Verdão para um longo projeto.

Mas e Vítor Pereira, que também parece ser um treinador lusitano muito bom que hoje comanda o Corinthians?

Olha, sinceramente, fiquei com a pulga atrás da orelha depois da declaração do profissional após o empate entre Timão e São Paulo, na Neo Química Arena.

Ao explicar a crise com Róger Guedes, o treinador disse o seguinte:

"Eu também queria treinar o Liverpool, mas não posso. Se você perguntar para mim, eu ia correndo treinar o Liverpool. Com todo respeito ao Corinthians, mas o Liverpool é o Liverpool. Aqui, não está sendo o que nós queremos. No meu conceito de jogo, não é o que queremos", disse Pereira.

Para mim, a forma que ele falou deixou muito claro que ele não "sairia correndo" apenas para o Liverpool.

Se um time médio da Europa chamá-lo, ele até pode fazer um doce, mas irá da mesma forma.

Ou seja, ele, assim como JJ, está usando uma equipe brasileira como trampolim.

Ah, quem dera todos os técnicos portugueses fossem como Abel Ferreira.

Opine!