PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Brasileirão tem um dos inícios de maior equilíbrio dos pontos corridos

Corinthians e São Paulo empatam e corintianos se mantêm na liderança - REUTERS/Amanda Perobelli
Corinthians e São Paulo empatam e corintianos se mantêm na liderança Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

23/05/2022 11h03

A diferença de quatro pontos entre o líder Corinthians e o Avaí iguala a edição de 2018 como a menor entre os dez primeiros do Brasileirão após a sétima rodada desde 2006, ano em que o campeonato de pontos corridos se consolidou com 20 participantes. É portanto um dos inícios de competição mais equilibrados da história.

A pontuação corintiana, 14, é a mais baixa igual à do Flamengo de 2018, o que explica a menor diferença já que o Avaí, com dez pontos em décimo, tem números mais próximos do que um time nessa posição faz nas primeiras sete rodadas do campeonato.

Em média, a diferença histórica entre o líder do Brasileirão e o décimo colocado, o time que está no meio da tabela portanto, é de 6,8 pontos nessa altura, mais de duas rodadas portanto. Os quatro pontos atuais equivalem a duas rodadas, uma vitória e um empate apenas.

Curiosamente, somente três vezes desde 2006 o time que estava na liderança na sétima rodada terminou como campeão: o Corinthians, em 2011 e 2017, e o Cruzeiro, em 2014. Em 2020, por exemplo, o Bragantino liderava com 17 pontos (terminou em sexto) e em 2020 era o Inter, com 16 pontos (acabou como vice-campeão).

VEJA A DIFERENÇA DE PONTUAÇÃO ENTRE O LÍDER E O DÉCIMO NA SÉTIMA RODADA DESDE 2006 (PRIMEIRO TORNEIO COM 20 CLUBES NOS PONTOS CORRIDOS)

Ano - diferença - pontuação - líder - 10º colocado

2022 - 4pts (14/10) - Corinthians - Avaí
2021 - 7pts (17/10) - Bragantino - Fluminense
2020 - 6pts (16/10) - Inter - Ceará
2019 - 9pts (19/10) - Palmeiras - Atlético-PR
2018 - 4pts (14/10) - Flamengo - Cruzeiro
2017 - 9pts (19/10) - Corinthians - Fluminense - CAMPEÃO
2016 - 6pts (16/10) - Inter - Ponte Preta
2015 - 9pts (19/10) - São Paulo - Cruzeiro
2014 - 6pts (16/10) - Cruzeiro - Sport - CAMPEÃO
2013 - 6pts (15/9) - Coritiba - Flamengo
2012 - 7pts (16/9) - Atlético-MG - Ponte Preta
2011 - 8pts (17/9) - Corinthians - Cruzeiro - CAMPEÃO
2010 - 8pts (17/9) - Corinthians - Palmeiras
2009 - 8pts (17/9) - Atlético-MG - Santos
2008 - 7pts (16/9) - Flamengo - Atlético-MG
2007 - 5pts (15/10) - Corinthians - Cruzeiro
2006 - 7pts (16/9) - Cruzeiro - São Caetano

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no texto, o time que estava na liderança na sétima rodada terminou como campeã três vezes (Corinthians, em 2011 e 2017, e o Cruzeiro, em 2014), e não duas. O erro foi corrigido.