PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guardiola ou Ancelotti: Tite diz qual o técnico mais importante na carreira

Tite, técnico da seleção brasileira, falou sobre suas referências como treinador - Buda Mendes/Getty Images
Tite, técnico da seleção brasileira, falou sobre suas referências como treinador Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

02/03/2021 12h32

O técnico Tite, da seleção brasileira, não teve dúvidas ao ser questionado sobre quem é o treinador mais importante de sua carreira até aqui. O comandante brasileiro escolheu o italiano Carlo Ancelotti, atualmente no Everton, da Inglaterra.

"Ancelotti. A forma como [Diego] Simeone organiza suas equipes é notável. [Pep] Guardiola, suas táticas ofensivas e a capacidade de dividir as equipes são realmente impressionantes. [Carlos] Bianchi tem uma capacidade incrível de tirar o melhor proveito de seus jogadores em grandes finais. Algumas das ideias táticas de [Johan] Cruyff eram fantásticas. Mas, sem dúvida, o que mais aprendi foi com Ancelotti. Ele vê o jogo de uma forma diferente e única", disse em entrevista ao site da Fifa.

Tite também lembrou do período que tirou para estudar após ser campeão das principais competições com o Corinthians.

"Sempre estudei futebol e quis ampliar meus conhecimentos, minhas ideias. Quando saí do Corinthians, foi a oportunidade perfeita para estudar em primeira mão outros treinadores e times. Eu ganhei tudo que pude em nível de clube. Achei que o próximo passo seria a seleção e queria me aprimorar como técnico da melhor maneira possível", contou.

O treinador leu livros sobre Simeone, Guardiola, além de ter estudado o que Bianchi conquistou no Boca Juniors, entre outras referências.

"Fui me encontrar com Bianchi e ouvir suas ideias, que eram muito perspicazes. Passei um tempo no Arsenal. Passei um tempo com Ancelotti no Real Madrid. Estudei o Manchester City, o campeão inglês, o Bayern de Munique, o campeão alemão. Procurei aprender tudo - os bastidores, o treinamento, as táticas e o que acontece em campo. Tudo. Esse período foi muito importante para minha carreira."

Futebol