Topo

Alto Astral


Netuno volta a se 'endireitar': fim da retrogradação ajuda alguns signos!

Planeta volta à movimento direto e retrogradação deixou grandes lições - Sergey_Fedoskin/iStock
Planeta volta à movimento direto e retrogradação deixou grandes lições Imagem: Sergey_Fedoskin/iStock

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

27/11/2019 04h00

Os últimos meses foram mais intensos e pesados para você? Pudera! Vivemos a retrogradação de alguns planetas importantes. Um deles foi Netuno, que começa seu movimento direto neste dia 28 de novembro. Ou seja, tudo aquilo regido pelo astro que estava em revisão começa a fluir normalmente. Se você tomou um porre memorável ou conhece quem tenha se afastado da realidade, saiba que pode ter rolado uma influência netuniana por aí.

"No cenário social e político, Netuno retrógrado trouxe grandes lições. Definitivamente a questão do derramamento de óleo no mar, os escândalos políticos e econômicos, bem como religiosos, e a exclusão de minorias sociais foram os assuntos mais importantes que pudemos refletir. Em segundo plano, crises com o comércio marítimo, a tecnologia e o escapismo por drogas, álcool e remédios também se fizeram presentes", destaca o astrólogo Fernando Guimarães.

Segundo ele, o signo de Peixes — regido por Netuno — e o de Virgem — signo oposto — foram os mais desafiados. Outros signos mutáveis, dos elementos fogo e ar, também tiveram seus momentos de desafios e aprendizados: Gêmeos e Sagitário. Indiretamente, Leão e Libra também viveram momentos desafiadores durante o trânsito.

A partir de agora, com o planeta em movimento direto, são os signos de água que se beneficiam, especialmente Câncer e Escorpião. Segundo Fernando, Capricórnio e Touro também ganham uma atenção especial dos céus com "inspirações sutis e oportunidades promovidas por amigos e outros afetos".

Cenário social e político

"A busca pelo autêntico e pelo justo será a tônica daqui em diante. Por isso, o contexto social será enriquecido com ações que visam o bem-estar das minorias e dos perseguidos. Haverá uma grande busca pela espiritualidade e pelo trabalho voluntário. Além disso, as artes e a transcendência se farão presentes e importantes", destaca o astrólogo.

Por se tratar de um planeta lento, não considerado como pessoal, ele exerce mais influência na coletividade. "Assim, se mescla com outros eventos simbolizados por planetas que nos influenciam no âmbito da individualidade. Por exemplo, nesta semana, com Marte em oposição a Urano e em janeiro, com a conjunção rara de Saturno e Plutão. É quando poderemos viver crises econômicas e políticas", diz.

A partir de agora, seremos convidados a lidar com a realidade dos fatos, com notícias falsas e a espiritualidade não religiosa. Segundo Fernando, fraudes e corrupções virão à tona para equilibrar as forças políticas. Seremos obrigados a treinar nossa intuição para evitar enganos, tanto na vida pessoal quanto em um contexto mais amplo.

Tempo de aprendizado

Netuno ficará retrógrado de novo entre os dias 23 e 24 de junho do ano que vem, no grau 20º de Peixes. "Até lá, teremos grandes aprendizados que nos mostrarão as formas mais saudáveis de lidar com frustrações, sonhos não conquistados e projetos não concretizados", revela o astrólogo.
Fernando destaca que em 30 de março de 2025, Netuno mudará de signo, outra vez, passando pelo ponto zero de Áries.

"Segundo estudiosos, muda a relação de hemisférios do planeta, o que reforça o sonho coletivo e mundial. É a promessa de mais igualdade social, distribuição de renda, cuidado com a natureza e, talvez, mais ênfase em candidatos políticos com projetos voltados à população. Poderemos viver a diluição do individualismo egoísta e materialista", finaliza Fernando.

Alto Astral