Topo

Alto Astral


Para astrologia, Brasil 'nasce' em 7 de setembro. Veja cenário de previsões

Astróloga mostra previsões dos próximos 365 dias para o Brasil - 1xpert/iStock
Astróloga mostra previsões dos próximos 365 dias para o Brasil Imagem: 1xpert/iStock

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

07/09/2019 04h00

Para muitos astrólogos, o mapa astral do Brasil considera 7 de setembro de 1822 como norte para seus cálculos, data que marca a independência do país. Assim como para pessoas, a leitura da revolução solar através do mapa de nascimento de um lugar permite entender as tendências e o que pode acontecer entre um aniversário e outro. Por isso, a cada aniversário temos um cenário cheio de previsões para interpretar.

"A revolução ou retorno solar é uma técnica que calcula o mapa do céu para o lugar exato em que o Sol estava no momento do nascimento. Muitos países não têm uma data certa de nascimento, mas o Brasil tem. Consideramos o momento da independência e os dados astrológicos desse cálculo respondem muito bem aos eventos históricos de nosso país", explica Barbara Abramo, nossa astróloga.

Portanto, todo dia 7 de setembro é possível gerar um mapa que vai trazer as características e dinâmicas específicas para o próximo ciclo do Brasil. Barbara explica que não podemos nos basear integralmente nessas conclusões, isso porque o mapa é um auxílio para ser usado junto com a interpretação de outros elementos, como o momento de entrada de cada signo e a retrogradação dos planetas, por exemplo.

Futuro do Brasil: o que podemos esperar?

Educação, saúde e mídia serão assuntos mobilizadores no próximo ano - Sadeugra/iStock
Educação, saúde e mídia serão assuntos mobilizadores no próximo ano
Imagem: Sadeugra/iStock

Segundo a astróloga, para o próximo ano teremos alguns pontos delicados que merecem destaque. Há risco de perdas ou cortes e problemas diplomáticos. "O ascendente do mapa está no signo da negociação e dos acordos, Libra. Porém, Vênus, que governa esse signo, encontra-se em um local de isolamento. Outro ponto importante a ser observado é a tensão entre diversos planetas no signo do trabalho, que é Virgem. Com Júpiter na casa astral dos recursos, aponta desperdício e oscilações com servidores públicos", diz.

O planeta Mercúrio também será destacado, assim como tudo aquilo que ele representa: negociações, pensamentos, informações e cuidado com o que é dito. Com isso, educação, saúde e mídia serão assuntos mobilizadores nos próximos 365 dias. Acordos internacionais que visam favorecer esse campo poderão ser selados. Porém, o país precisará acatar com algumas condições. Mais do que isso, a relação com outras nações será delicada.

"O povo, atemorizado, quer soluções práticas para a vida cotidiana. No entanto, a configuração astral não facilita nada para os governantes. Um articulador decisivo poderá surgir para fazer acordos importantes entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020", interpreta a astróloga. Segundo ela, não será possível governar sem entrar em acordo com a oposição a partir de março de 2020. Além disso, abril, junho e agosto poderão prenunciar acontecimentos e decisões importantes que afetarão a economia e a política interna.

"Não se pode esperar crescimento econômico para 2020, mas será possível negociar dívidas com mais fluidez a partir de março", complementa. Barbara destaca que Netuno, o astro da imagem, dos escândalos e epidemias, também trará dificuldades. "Situações caóticas e que fogem do controle destacam, negativamente, serviços públicos. Além disso, demonstra uma população desconfiada e desanimada."

Fake news, Amazônia e posicionamento dos planetas

Milhares de espécies diferentes vivem na Amazônia - Getty Images
Milhares de espécies diferentes vivem na Amazônia
Imagem: Getty Images

Ataques cibernéticos e fake news prometem ser mais frequentes e potentes do que atualmente, graças à oposição de Mercúrio e Netuno. Saturno e Plutão, juntos, avisam que muitos problemas podem acontecer quando o assunto for a posse de terras brasileiras. "Pode ter a ver com a Amazônia e a demarcação do território indígena. As épocas mais problemáticas vão de outubro a dezembro de 2019, de fevereiro a abril de 2020 e de junho a agosto de 2020", conta.

Ano importante

Segundo a interpretação de Barbara, o ano astral do Brasil acusa muitas dificuldades na economia, principalmente por erros de gestão e de conduta. Devem surgir algumas lideranças importantes nas negociações, que vão impor ao governo direcionamentos mais corretos, o que pode diminuir a tendência de desorientação nos acordos internacionais e unir polaridades. No entanto, 2020 promete ser um dos anos mais importantes para o Brasil.

"Acontecimentos terão impacto global, com mudanças econômicas grandes e cheias de consequências para nosso país. Existem duas tendências básicas: a concentração de poder político cada vez maior em estruturas hierarquizadas e consolidadas, de forte lastro conservador e poder supranacional. A outra é a de um forte abalo na economia norte-americana, que pode alterar o equilíbrio econômico mundial, inclusive o nosso."

Leis aprovadas na primeira quinzena de dezembro prometem um leve crescimento nos meios de produção e no mercado imobiliário. Atividades ligadas à pecuária e agricultura também serão beneficiadas, já que o agronegócio tende a crescer, inclusive como força política, a partir deste ano.

"O Governo, representado aqui por uma Lua enfraquecida, poderia se cercar de bons conselheiros e especialistas em gerenciamento de crises, porque elas virão. Principalmente por causa do contexto histórico, que promete alterações econômicas e políticas em nível global. Há, também, uma guinada conservadora forte no mundo inteiro e o Brasil não escapará disso", destaca a astróloga.

Alto Astral