PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Caio Ribeiro analisa saída de Dani Alves do SPFC: 'Todo mundo sai perdendo'

Daniel Alves com a bola dominada durante jogo do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Daniel Alves com a bola dominada durante jogo do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

12/09/2021 11h42

O São Paulo anunciou no último dia 10 que Daniel Alves não jogará mais pelo clube. Depois de participar das rodadas das Eliminatórias, o jogador não se reapresentou no São Paulo e o técnico do time, Hernán Crespo, já foi avisado que ele não está mais à disposição.

Walter Casagrande, comentarista da Globo, considerou Daniel Alves como "pior negócio dos últimos anos do São Paulo". Neto, da Band, criticou o jogador por não se reapresentar, mas hoje, no "Esporte Espetacular", o ex-jogador e comentarista Caio Ribeiro adotou uma postura mais calma para analisar a situação e começou criticando o clube:

"Eu acho que sim (a decisão de Daniel sair foi acertada). Acho que algumas coisas são importantes e tem que ficar muito claras. Primeiro que o São Paulo deve ao Daniel Alves, foi feito um acordo e quem não cumpriu com sua parte do acordo foi o São Paulo, por uma série de fatores, teve a pandemia, mas o que foi acordado não foi cumprido", disse Caio Ribeiro.

O comentarista também discordou da postura adotada por Daniel Alves:

"Eu acho que faltou um pouquinho de jogo de cintura do Daniel Alves, ele tá entrosado, ele faz parte de um grupo, ele tá sonhando com seleção brasileira, o São Paulo reconheceu a dívida, então ele vai receber mais cedo ou mais tarde, ele vai receber o que o São Paulo deve a ele por direito, não precisava entrar nessa rota de colisão, não precisava expor o São Paulo da maneira que ele expôs, não precisava dar essas declarações que ele deu, principalmente depois do ouro Olímpico, em que o São Paulo liberou ele pra realizar o sonho de disputar uma Olimpíada pela seleção brasileira, então eu acho que, no final, todo mundo sai perdendo", finalizou Caio Ribeiro.

Vale lembrar que Daniel Alves foi contratado com a ideia de aliar renda proveniente do marketing gerado com a contratação com desempenho esportivo, mas foi um investimento alto e, agora, o São Paulo deve cerca de R$ 11 milhões ao atleta.

A diretoria do São Paulo, ao que tudo indica, tentou contornar a situação algumas vezes, mas foi ignorada pelo atleta, que, na visão da direção, "preferiu mandar recados", postura que não agradou. A ideia dos representantes de Daniel Alves é resolver a situação de uma maneira rápida e até hoje, por mais que tenham sobrados ressentimentos entre ele o São Paulo.

Daniel Alves ainda não fez a sétima partida pelo São Paulo no Brasileirão e, com isso, pode atuar pelo campeonato em outro time, caso seja inscrito até dia 24 de setembro.

São Paulo