PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Olympique de Marselha acerta com Marcos Paulo; Flu negocia valores de venda

Marcos Paulo, do Fluminense, é o principal alvo do Olympique de Marselha no mercado da bola - Mailson Santana/Fluminense FC
Marcos Paulo, do Fluminense, é o principal alvo do Olympique de Marselha no mercado da bola Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/09/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Fluminense precisa e deve vender Marcos Paulo neste mercado da bola. Principal interessado, o Olympique de Marselha fez uma proposta salarial que agradou muito o atleta e, agora, resta apenas o acerto de valores com o Tricolor.

O acordo de salários foi primeiro veiculado pelo Lance! e confirmado pelo UOL Esporte. Um dos representantes de Marcos Paulo, ligado à TFM Agency, desmembramento da antiga Traffic, está na Europa tratando de negócios como o do atacante.

O desejo do jogador e de sua família é por uma transferência para o Velho Continente, onde, além de receber vencimentos maiores, atuaria em um futebol mais competitivo, o que todos em seu entorno acreditam ser importante para o seu desenvolvimento esportivo.

No meio do caminho, entretanto, está o Fluminense, que ainda está longe de ser convencido de abaixar muito a pedida por seu maior ativo. A ideia do Tricolor era vender Marcos Paulo por mais de 15 milhões de euros (cerca de R$ 95,8 milhões na cotação atual). O clube já aceita reduzir o montante, mas não tanto. Além disso, deseja manter um percentual dos direitos econômicos do atacante.

Em seu orçamento para 2020, o Flu previu receitas totais de R$ 240 milhões, já reelaborados após a eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana. A expectativa era de um superávit de R$ 9 milhões. Apesar do crescimento do programa de sócio-torcedor nos últimos meses, valores como o de bilheteria, patrocínios e premiações tendem a ser mais baixos do que o orçado. Assim, só uma grande venda poderia compensar.

Orçamento do Fluminense prevê R$ 70 milhões em venda de jogadores - Reprodução - Reprodução
Orçamento do Fluminense prevê R$ 70 milhões em venda de jogadores
Imagem: Reprodução

Só com negociações de atletas, o clube esperava arrecadar R$ 70 milhões. Até aqui, foram cerca de R$ 40 milhões com as vendas de Gilberto, Evanílson, Marcelo Pitaluga e o empréstimo do lateral esquerdo Marlon ao turco Trabzonspor. Também podem ser incluídos nesta conta valores recebidos pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, como a venda do zagueiro Marlon Santos pelo Sassuolo ao Fulham, que renderá mais de R$ 3 milhões ao Fluminense.

Nas Laranjeiras, comenta-se que o Tricolor aceitaria uma proposta por Marcos Paulo que zerasse sozinha a conta do orçado para a temporada. Assim, o que já entrou de dinheiro no clube até aqui seria o excedente necessário para cobrir o que ainda não foi alcançado em outras áreas em 2020 também por conta da pandemia do novo coronavírus.

O Olympique de Marselha precisaria, para isso, pagar ao menos 11 milhões de euros (R$ 70,3 milhões na cotação atual), valor mais baixo do que o pretendido, mas que pode ser interessante dependendo do percentual mantido. O Flu tem 100% dos direitos econômicos do atacante, mas precisa repassar 30% do montante da venda, sendo 20% para os agentes e 10% para o próprio jogador. Nada impede, entretanto, que haja um acordo entre as partes como parte do negócio com os franceses.

A negociação seguirá e pode ter desfecho nos próximos dias. Marcos Paulo tem 66 jogos e 11 gols pelo Fluminense e atua pela seleção sub-20 de Portugal — o atacante também coleciona convocações para seleções brasileiras nas divisões de base —, onde chamou a atenção do técnico do Olympique de Marselha, o português André Villas-Boas. O treinador já entrou em contato com o jogador durante as conversas.

Luis Henrique pode virar companheiro no Olympique

Com a vontade de rejuvenescer sua equipe, os franceses também buscam a contratação de Luis Henrique, do Botafogo, mas tem o atacante do Flu como principal alvo no mercado da bola.

A ideia é negociar um valor mais baixo pelo jogador alvinegro, que, além de não ter passaporte europeu como Marcos Paulo, teve problemas no púbis nas últimas semanas. Dependendo do quanto conseguir abaixar na pedida dos dois clubes, o time francês pode adquirir ambos.

Luis Henrique também é alvo do Olympique de Marselha no mercado da bola - Vitor Silva / Botafogo - Vitor Silva / Botafogo
Luis Henrique também é alvo do Olympique de Marselha no mercado da bola
Imagem: Vitor Silva / Botafogo

O departamento médico do Bota garante que o jovem de 18 anos está curado das dores no local, mas recentemente, o Wolfsburg, da Alemanha, desistiu de fazer uma proposta oficial pelo atleta por conta da possível contusão, considerada uma das mais difíceis de tratamento no futebol.

O atacante deve ir à França realizar exames para que o clube se certifique de seu estado físico. Everton e PSV já fizeram contatos com o clube de General Severiano

Fluminense