PUBLICIDADE
Topo

Preços de carros mais vendidos do Brasil sobem 9,4% após 1 ano de pandemia

Renault Kwid Outsider - Rodolfo Bührer/Divulgação
Renault Kwid Outsider Imagem: Rodolfo Bührer/Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

27/02/2021 04h00

A pandemia da covid-19 trouxe diversos impactos em todos os setores da economia, incluindo o automotivo. Houve um aumento no custo da produção de veículos, que foi repassado para os preços dos carros novos. Um estudo da KBB confirmou que os 13 modelos mais vendidos do país tiveram um aumento médio de 9,4%.

O estudo levou em consideração os preços das versões 2020 dos veículos tidos como os 15 mais vendidos do Brasil no último ano pela Fenabrave. No entanto, por não terem versão 2020, Fiat Strada e Chevrolet Tracker não entraram na conta.

No ranking dos 13, o carro que mais subiu foi o Renault Kwid, indo de R$ 38.425 a R$ 45.367 em um ano, contabilizando um aumento de 18,23%. Ele foi seguido do Volkswagen Gol (de R$ 49.733 a R$ 58.258), subindo 17,70%. Carro mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix ficou em terceiro, com aumento de 11,86% (de 58.041 a R$ 64.782).

A lista ainda traz aumentos para Fiat Toro (11,15%), Volkswagen T-Cross (9,62%), Jeep Renegade (9,40%), Chevrolet Onix Plus (8,56%), Jeep Compass (7,90%), Fiat Mobi (7,85%), Fiat Argo (7,80%), Ford Ka (2,32%) e Hyundai Creta (0,91%).

Entre os 13 modelos, apenas um teve o preço abaixando: o Hyundai HB20. Ele foi de R$ 62.090 para R$ 61.120, diminuindo em 1,49%.