PUBLICIDADE
Topo

Jeep Compass 2022

Versões e tudo o que você precisa saber sobre o SUV médio

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

01/08/2020 04h00

Quase seis anos se passaram desde a estreia mundial do Compass, realizada no Brasil.

A aposta da Jeep era dar fôlego novo à categoria dos SUVs médios, que andava esquecida em meio às novidades no segmento dos utilitários esportivos compactos.

Funcionou: o Compass não só se tornou um sucesso de vendas como assumiu a liderança absoluta do segmento. Essa soberania, que se mantém até hoje, tem tudo para ser ampliada com a estreia da linha 2022.

Além do design, o Compass ganhou o inédito motor 1.3 turboflex. São 185 cv quando abastecido com etanol e 180 cv se o combustível for gasolina. O torque máximo é de 27,5 kgfm com qualquer um dos combustíveis - daí o nome "T270", em alusão ao torque em Nm.

As versões mais caras também contam com o valente 2.0 turbodiesel (de 170 cv), este associado a uma transmissão automática de nove velocidades.

O que mudou na linha 2022?

Visualmente, o Compass traz novos para-choques do lado de fora. A cabine foi completamente repaginada e ganhou uma nova central multimídia com tela de 10,2 polegadas.

Na gama, as novidades são as versões Série S Flex e Série Especial 80 Anos, esta ultima disponível nas motorizações Flex e Diesel.

As versões T270 Flex saem de fábrica com modo de condução Sport, maior ângulo de entrada e o sistema Traction Control +, uma função do controle de tração que ajuda o carro a se livrar de situações leves no fora de estrada.

A lista de equipamentos inclui 6 airbags de série em todas as versões e itens de assistência de condução nas configurações mais caras.

Como UOL Carros avaliou

A Jeep conseguiu no Compass melhorar o que era ruim, manter o que era bom e o principal: fez tudo isso no timing perfeito, antes da estreia do VW Taos e pouco tempo após o lançamento do Toyota Corolla Cross.

Entre todas as mudanças, a maior está certamente no cofre do motor. Com a aposentadoria do 2.0 flex, a Jeep adotou o 1.3 turboflex que também está na Fiat Toro 2022. São até 185 cv a 3.750 rpm e 27,5 mkgf a 1.750 rpm rodando com etanol. O torque é mantido com gasolina, mas a potência cai para 180 cv.

Além de ser um dos motores abaixo de 2.0 mais potentes do País, ele tem uma série de inovações para conseguir entregar tais números: coletor de admissão integrado ao bloco para reduzir o atraso na resposta do turbo, comando de abertura e fechamento das válvulas individual, injeção direta de combustível, entre outros.

Na prática, ele deu outra personalidade ao Compass. Se antes, ao tentar acelerar ou fazer uma ultrapassagem, os adjetivos que cabiam ao comportamento do SUV eram "chocho, capenga, manco, anêmico, frágil e inconsistente", agora há tanto vigor quanto se esperava da nova motorização.

O motor 1.3 turbo deu nova vida ao SUV, bem como toda a parte de tecnologia, deixando a tímida reestilização visual em segundo plano nesse pacote bem servido de tudo.

Dimensões: comprimento, 4,41 m; largura, 1,81 m; altura, 1,63 m; entre-eixos, 2,63 m

Porta-malas: 410 litros

Tanque: 60 litros

Versões:

T270 Sport 1.3 turboflex

Motor: 1.3, 16V, 4 cilindros em linha, turboflex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 185 cv / 180 cv a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 7,4 km/l / 8,7 km/l (etanol) - 10,5 km/l /12,1 km/l (gas.)

Itens de série: 6 airbags, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, piloto automático com limitador de velocidade, Jeep Traction Control+, central multimídia com tela tátil de 8,4 polegadas e suporte a Android Auto e Apple CarPlay com espelhamento sem fio, sensores de estacionamento traseiros, câmera de ré, direção elétrica, ar-condicionado digital com duas zonas de temperatura, faróis e lanternas com assinaturas em LED, computador de bordo, freio de estacionamento elétrico, freios a disco nas quatro rodas, volante multifuncional, lanternas em LED, sensor de chuva, iluminação diurna por LEDs, luzes indicadoras de direção integradas nos retrovisores, ganchos de fixação para cadeirinhas Isofix, destravamento das portas sem chave, partida do motor por botão, quadro de instrumentos com tela de TFT de 3,5 polegadas, rack de teto na cor preta, porta-objetos sobre o assento do passageiro, rodas de liga leve de 17 polegadas, volante multifuncional, sistema start-stop, sensor de pressão dos pneus, alarme antifurto, coluna de direção com regulagens de altura e profundidade, tomada de 12 volts, banco do motorista com ajuste de altura e vidros elétricos dianteiros e traseiros com função "one touch".

Opcionais:

Bancos em couro: R$ 2.583

T270 Longitude 1.3 turboflex

Motor: 1.3, 16V, 4 cilindros em linha, turboflex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 185 cv / 180 cv a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 7,4 km/l / 8,7 km/l (etanol) - 10,5 km/l /12,1 km/l (gas.)

Itens de série: todos os itens da versão Sport mais central multimídia de 10,1" com serviços conectados da plataforma Adventure Intelligence, sistema de navegação embarcada, bancos revestidos em couro, quadro de instrumentos digital com tela de 7 polegadas, retrovisores elétricos, paddle shifts atrás do volante, espelho retrovisor eletrocrômico e rodas de 18 polegadas pintadas na cor preta.

Opcionais:

Couro Steelgray: R$ 1.653

Pack 80 Anos: R$ 8.266

T270 Limited 1.3 turboflex

Motor: 1.3, 16V, 4 cilindros em linha, turboflex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 185 cv / 180 cv a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 7,4 km/l / 8,7 km/l (etanol) - 10,5 km/l /12,1 km/l (gas.)

Itens de série: todos os itens da versão Longitude mais 7 airbags, painel digital com tela de 10,25 polegadas, rodas de liga leve de 19 polegadas com acabamento diamantado, sensor de pontos cegos, banco do motorista com regulagens elétricas e parafuso antifurto nas rodas.

Opcionais:

Teto solar elétrico e panorâmico Command View: R$ 9.196

Bancos em couro Marrom Arizona: R$ 1.653

Pack High Tech (R$ 10.229): frenagem autônoma para pedestres, ciclistas e motociclistas, reconhecimento de placas, detector de fadiga, piloto automático adaptativo, comutação automática dos faróis, monitoramento de mudanças de faixa, porta-malas com sensor de presença, Adventure Intelligence Plus, som premium Beats, banco elétrico do passageiro e tomada auxiliar 127 volts.

Longitude 2.0 turbodiesel:

Motor: 2.0, 16V, 4 cilindros em linha, turbo, diesel

Câmbio: automático de 9 marchas

Potência: 170 cv a 3.750 rpm

Torque: 35,7 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 10,2 km/l / 13,4 km/l

Itens de série: mesmos da versão Longitude flex.

Limited 2.0 turbodiesel:

Motor: 2.0, 16V, 4 cilindros em linha, turbo, diesel

Câmbio: automático de 9 marchas

Potência: 170 cv a 3.750 rpm

Torque: 35,7 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 10,2 km/l / 13,4 km/l

Itens de série: mesmos da versão Limited flex.

Trailhawk 2.0 turbodiesel:

Motor: 2.0, 16V, 4 cilindros em linha, turbo, diesel

Câmbio: automático de 9 marchas

Potência: 170 cv a 3.750 rpm

Torque: 35,7 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 10,2 km/l / 13,4 km/l

Itens de série: mesmos da versão Limited diesel mais adesivo no capô, estepe normal, ganchos de reboque dianteiros (dois) e traseiro (um), controle de velocidade em descidas, protetor do tanque de combustível, protetor de transmissão, seletor de modos de terreno, suspensão elevada e tração 4x4.

Série S T270 1.3 turboflex

Motor: 1.3, 16V, 4 cilindros em linha, turboflex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 185 cv / 180 cv a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Consumo (urb./rod.): 7,4 km/l / 8,7 km/l (etanol) - 10,5 km/l /12,1 km/l (gas.)

Itens de série: todos os itens da versão Limited mais frenagem autônoma para pedestres, reconhecimento de placas, detector de fadiga, abertura elétrica do porta-malas, piloto automático adaptativo, som Beats, teto solar panorâmico Command View, alerta de colisão frontal com frenagem de emergência, alerta de mudança de faixa, banco do passageiro com regulagens elétricas,porta-malas com abertura elétrica, faróis com facho alto inteligente, controle de velocidade em descidas, sensor de pontos cegos, tomada auxiliar de 127 volts e tração 4x4.

Valores de revisão:

Versões com motor 1.3 turboflex:

12 mil km: R$ 400,00

24 mil km: R$ 688,00

36 mil km: R$ 705,00

48 mil km: R$ 709,00

60 mil km: R$ 1193,00

72 mil km: R$ 825,00

Versões com motor 2.0 diesel

20 mil km: R$ 714,00

40 mil km: R$ 1.078,00

60 mil km: R$ 1.589,00

80 mil km: R$ 2.110,00

100 mil km: R$ 1.052,00

60 mil km: R$ 1.537,00

Garantia:

3 anos

Concorrentes

VW Taos

Motores: 1.4 turbo (150 cv)

Versões: Comfortline e Highline

Pontos positivos: desempenho e espaço interno

Pontos negativos: preço

Toyota Corolla Cross

Motores: 2.0 flex (177 cv /169 cv) e 1.8 híbrido (122 cv)

Versões: XR, XRE, XRV e XRX

Pontos positivos: consumo de combustível (híbrido) e desempenho (flex)

Pontos negativos: acabamento interno