PUBLICIDADE
Topo

Olimpíadas, dia 7: Brasil garante oitava medalha, mas perde no futebol

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/07/2021 11h35

Aconteceu de tudo um pouco para o Brasil nesta sexta-feira, sétimo dia de disputa por medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A delegação nacional garantiu sua oitava medalha no evento, no boxe, e celebrou vitórias e resultados importantes no atletismo, natação, vôlei, vôlei de praia e handebol, entre outras modalidades. Por outro lado, o país lamentou eliminações doloridas, desclassificações por falhas de atletas e até uma séria lesão no judô.

O destaque nacional foi Abner Teixeira, que assegurou pelo menos o bronze no boxe ao chegar às semifinais, mas está na briga pelo ouro. No atletismo e na natação, Alison dos Santos e Bruno Fratus, candidatos ao pódio, passaram pelas eliminatórias sem sustos.

Por outro lado, a maior queda do país na jornada foi a eliminação da seleção brasileira feminina de futebol nas quartas de final, contra o Canadá. No judô, Rafael Silva e Maria Suelen Altheman não subiram no pódio, e a judoca ainda sofreu uma séria lesão ligamentar no joelho.

Confira tudo o que rolou nesta sexta-feira.

Abner Teixeira - Buda Mendes/Getty Images - Buda Mendes/Getty Images
Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Boxe: Abner Teixeira garante medalha

O Brasil garantiu na manhã desta sexta-feira (30) sua primeira medalha no boxe nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a sexta na história da modalidade.

Nas quartas de final da categoria até 91kg (peso pesado) no masculino, Abner Teixeira derrotou o jordaniano Hussein Iashaish por 4 a 1 na decisão dos árbitros. Nas semifinais, marcadas para a terça-feira (3), o pugilista de 24 anos enfrentará o cubano Julio César la Cruz, campeão olímpico na Rio-2016 entre os meio-pesados.

Mesmo que perca na próxima semana, Abner sairá do Japão com a medalha de bronze no peito, já que a modalidade premia os dois derrotados na semi. Caso vença, o paulista nascido em Osasco disputará a final e o ouro.

Beatriz Ferreira - Ueslei Marcelino/Reuters - Ueslei Marcelino/Reuters
Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Mais boxe: Bia vence, e Keno é derrotado

Esperança de medalha para o Brasil, Beatriz Ferreira estreou nesta sexta-feira (30) com vitória na categoria leve (até 60kg) do boxe feminino nas Olimpíadas de Tóquio. Com o avanço para as quartas de final, a pugilista fica a apenas uma vitória de garantir, no mínimo, uma medalha de bronze. Sua primeira luta foi logo pela fase oitavas de final, e a brasileira passou por Shih-Yi Wu, de Taipei, por decisão unânime dos juízes.

No masculino, após derrotar o chinês Daxiang Chen em sua estreia nos Jogos de Tóquio, o brasileiro Keno Marley, da categoria até 81 kg, foi eliminado nas quartas de final pelo britânico Benjamin Whitaker.

Após três rounds, a luta foi para decisão dos juízes, e Whitaker foi declarado vencedor por três dos cinco árbitros. Todos oficiais registraram 29 a 28, mas dois deram o placar a favor do brasileiro, enquanto três viram o britânico melhor no combate.

Marta - Koki Nagahama/Getty Images - Koki Nagahama/Getty Images
Imagem: Koki Nagahama/Getty Images

Futebol: Brasil é eliminado pelo Canadá nos pênaltis

A seleção brasileira feminina de futebol está eliminada dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Sem apresentar uma boa performance em campo na manhã desta sexta-feira (30), a equipe treinada por Pia Sundhage perdeu nos pênaltis para o Canadá por 4 a 3, depois de um empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. O Brasil ainda saiu na frente nas penalidades, após defesa de Bárbara em chute da capitã canadense Sinclair. Porém, nas duas últimas cobranças, Andressa Alves e Rafaelle pararam na goleira Labbe.

Novak Djokovic - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Tênis: Djokovic tomba diante de Zverev

A grande notícia do dia no tênis foi a derrota de Novak Djokovic, que vinha de 22 vitórias consecutivas, era superfavorito ao ouro olímpico e sonhava com o Golden Slam, feito em que um tenista vence os quatro slams (Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open) além da medalha de ouro olímpica em simples na mesma temporada. Pois o sonho acabou nesta sexta, quando Alexander Zverev bateu o número 1 do mundo de virada por 1/6, 6/3 e 6/1. O alemão avançou à final para enfrentar o russo Karen Khachanov, enquanto Djokovic vai brigar pelo bronze contra o espanhol Pablo Carreño Busta.

Maria Suelen Altheman - Annegret Hilse/Reuters - Annegret Hilse/Reuters
Imagem: Annegret Hilse/Reuters

Judô: Riner é só bronze; Maria Suelen sofre lesão

O bicampeão olímpico Teddy Riner, favoritíssimo na categoria acima de 100kg, foi derrotado pelo russo Tamerlan Bashaev no golden score. O francês, que tem no currículo uma invencibilidade que durou dez anos, teve de se contentar com o bronze.

Os brasileiros que competiram nesta sexta-feira foram Maria Suelen e Rafael Silva o Baby. Maria Suelen, da categoria até 78kg, foi superada pela francesa Romane Dicko e, na queda, lesionou o joelho esquerdo. A brasileira tinha chances de lutar pelo bronze, mas saiu da área de combate de maca e não teve condições físicas de voltar ao tatame. Mais tarde, exames confirmaram a ruptura do tendão patelar, o que significou o fim dos Jogos para a judoca.

Baby avançou até as quartas de final, fase em que foi superado pelo georgiano Guran Tushishvili após sofrer três punições. O brasileiro, então, foi para a repescagem contra Teddy Riner e acabou derrotado em 46 segundos de luta.

Bruno Rezende - Valentyn Ogirenko/Reuters - Valentyn Ogirenko/Reuters
Imagem: Valentyn Ogirenko/Reuters

Vôlei: Brasil bate os Estados Unidos

A Seleção masculina saiu atrás, mas derrotou os Estados Unidos por 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20 nesta sexta-feira. A partida valeu pela quarta rodada da fase de grupos, e o Brasil agora soma três vitórias e uma derrota, ocupando a segunda posição no Grupo B. A liderança é do time do Comitê Olímpico Russo, que tem 100% de aproveitamento após três apresentações - inclusive uma triunfo por 3 sets a 0 sobre o Brasil. O próximo jogo da Seleção masculina será contra a França, neste sábado, às 23h05 (de Brasília).

Bruno Schmidt - Wander Roberto/COB - Wander Roberto/COB
Imagem: Wander Roberto/COB

Vôlei de praia: dupla segue invicta no torneio

Os brasileiros Evandro e Bruno Schmidt encerraram a participação da dupla na primeira fase do torneio masculino do vôlei de praia com 100% de aproveitamento.

A parceria chegou à terceira vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em três partidas realizadas, ao derrotarem os poloneses Bryl e Fijalek de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 19/21, 21/14 e 17/15. Com o resultado, Evandro e Bruno terminaram na primeira posição no Grupo E, com seis pontos.

Os brasileiros voltarão a jogar no domingo, nas oitavas de final. O adversário ainda será definido.

Atletismo: com tranquilidade, Alison avança

100m: O Brasil não terá representantes nas semifinais dos 100m em Tóquio. Rosângela Santos fez seu melhor tempo do ano, mas os 11s33 registrados pela atleta na segunda bateria da prova não foram suficientes para que ela avançasse. Vitória Rosa correria na quinta bateria, mas não participou da prova para se preservar para o revezamento 4x100m e os 200m.

400m com barreiras: Alison Santos fez sua bateria classificatória em 48s42, terminando em segundo lugar, e se classificou para as semifinais. O brasileiro fez uma prova sem sustos e com tranquilidade, sem forçar nos metros finais, fazendo apenas no necessário para conquistar a classificação. Com apenas 21 anos, o brasileiro entra como um dos favoritos ao pódio ao lado do norueguês Karsten Warholm, atual recordista mundial, do jamaicano Kyron McMaster, do norte-americano Rai Benjamin e de Arderrahman Samba, do Catar Na terceira bateria, Marcio Teles buscava a segunda vaga para o Brasil nas semifinais, mas ficou apenas em sexto e não avançou.

3000m com obstáculos: Altobeli Silva não conseguiu se classificar para a final. O brasileiro disputou a terceira e última série da fase classificatória e terminou na nona posição, em 8min29s17. Altobeli foi finalista da prova na Rio-2016 e havia expectativa de uma classificação para a final. Ele saiu da pista extremamente decepcionando.

Mais atletismo: Núbia é eliminada no salto triplo

Na programação da noite de Tóquio no atletismo nesta sexta-feira (manhã no Brasil), o país não conseguiu bons resultados e foi eliminado em três provas, ainda na primeira fase.

No salto triplo feminino, Núbia Soares ficou somente na 17ª posição, com a marca de 14,07m, e não ficou entre as 12 melhores que avançaram à final. Quem também não passou para a etapa seguinte foi Geisa Arcanjo, no arremesso de peso. Ela terminou em 30º e penúltimo lugar, ao realizar sua melhor performance em 16,46m.

Por fim, no revezamento 4x400m misto, o quarteto formado por Pedro Burmann, Anderson Henriques, Tabata Vitorino e Tiffani Marinho obteve o tempo de 3m15s89, e finalizou as eliminatórias em 12º lugar. As oito melhores equipes foram para a disputa da medalha de ouro.

Vela: Scheidt vai para a regata da medalha

O Brasil esteve em ação em duas categorias da vela nesta sexta-feira (30). Kahena Kunze e Martine Grahel competiram pela 49erFX em três regatas, e Robert Scheidt participou de duas regatas da categoria Laser. Na classificação geral, Kahena e Martine estão na terceira posição na tabela geral. Já Scheidt está no sexto lugar, sendo que apenas os dez primeiros se classificam para a regata final, chamada de medal race, que define o pódio das Olimpíadas de Tóquio-2020.

Scheidt, por sua vez, chegou apenas na 24ª colocação em sua 9ª regata, com o tempo de 49min00. Na sua décima regata, o brasileiro chegou na 16ª posição, com tempo de 52min54.

Natação: Fratus vence bateria e se classifica

Candidato a ganhar uma medalha nos 50m livre masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o brasileiro Bruno Fratus classificou-se na manhã desta sexta-feira para as semifinais da prova. O velocista venceu a oitava das 11 séries eliminatórias com o tempo de 21s67, e avançou de fase com a quarta melhor marca. O mais rápido foi o americano Caeleb Dressel (21s32). A semifinal, que definirá os oito atletas que disputarão a medalha de ouro, acontecerá na noite desta sexta-feira (30), às 23h11 (horário de Brasília).

Na mesma prova, mas entre as mulheres, Etiene Medeiros fez somente o 29º melhor tempo (25s45) e foi eliminada. A primeira posição ficou com a australiana Emma McKeon (24s02), que estabeleceu novo recorde olímpico.

Mais natação: erro desclassifica revezamento brasileiro

Um erro do nadador Felipe Lima causou a desclassificação do Brasil nas eliminatórias do revezamento 4x100m medley na natação na manhã desta sexta-feira (30).

O atleta, especialista no nado peito e segundo atleta a nadar entre os quatro do time nacional, saltou do bloco de partida oito centésimos antes que Guilherme Guido tivesse concluído sua performance na prova de costas, o que é proibido pelas regras. O Brasil até concluiu o revezamento, com Vinicius Lanza no borboleta e Marcelo Chierighini no nado livre, mas a falha foi detectada e o país foi eliminado.

Quem também não avançou para mais uma disputa de medalha foi Guilherme Costa, nos 1.500m. Finalista nos 800m livre, ele não conseguiu repetir a classificação nesta sexta-feira, ao terminar com o 13º tempo (15min01s18). Os oito mais rápidos foram para a final.

Handebol: Seleção masculina bate a Argentina

Depois de derrotas para Noruega, França e Espanha, a Seleção masculina precisava superar a Argentina nesta sexta-feira, e a vitória veio, mas no sufoco: 25 a 23. O resultado mantém o Brasil com chances de avançar à próxima fase. O time verde-e-amarelo enfrentará a Alemanha no domingo (1º de agosto), às 7h30min (de Brasília) e precisa vencer novamente.

BMX: Acidente grave com americano

Primeiro brasileiro nas semifinais olímpicas do ciclismo BMX de velocidade, Renato Rezende somou um quinto, um oitavo e um sétimo lugares nesta sexta-feira e terminou na sétima colocação geral de sua bateria durante as semifinais. Apenas os quatro melhores se classificavam, e Rezende encerrou assim sua participação em Tóquio.

O americano Connor Fields sofreu uma queda violenta na última bateria de sua semifinal. Três atletas se tocaram, e ele teve o corpo arrastado pelo asfalto da pista depois de cair. Connor saiu da área de competição de maca. A organização não forneceu informações sobre o estado de saúde do americano. Mesmo com o acidente, Connor avançou para a final.

Canoagem: Pepê para na semi

Pepê Gonçalves ficou em penúltimo lugar no K1 nesta sexta-feira, nas semifinais da modalidade, e encerrou sua participação nos Jogos. Ele completou o percurso em 98s33 após cometer e ficou com tempo total de 104s33 por causa de penalidades. Foi a 19ª marca entre os 20 atletas que disputaram a fase.

Rúgbi: Yaras eliminadas

A seleção feminina sofreu sua terceira derrota em três jogos e está eliminada de Tóquio-2020. Nesta sexta-feira, o Brasil foi derrotado por Fiji por 41 a 5 e ficou sem chances de passar às quartas de final.

Na estreia, as Yaras - apelido do time brasileiro - foram batidas pelo Canadá por 33 a 0. Em seguida, caíram diante da França por 40 a 5. O torneio olímpico ainda terá confrontos para definir as classificações de nono a 12º lugar.