PUBLICIDADE
Topo

Maria Suelen é derrotada por francesa e se machuca nas quartas do judô

Brasileira Maria Suelen Altheman, de branco, é derrotada e se machuca durante luta de quartas de final  - Annegret Hilse/Reuters
Brasileira Maria Suelen Altheman, de branco, é derrotada e se machuca durante luta de quartas de final Imagem: Annegret Hilse/Reuters

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 01h05Atualizada em 30/07/2021 02h07

A judoca Maria Suelen Altheman foi derrotada por Romane Dicko, da França, na categoria acima de 78 kg nas Olimpíadas de Tóquio-2020. No início de madrugada desta sexta-feira (30), a paulista, nascida em Amparo, acabou se machucando durante a luta e sua situação para a disputa da repescagem ainda é incerta (momentos depois ficou confirmada a impossibilidade de sua participação).

A luta começou muito parelha, com ambas se atacando e conseguindo se manter em igualdade. Entretanto, em um lapso, a francesa conseguiu encaixar um ippon, assim finalizando a luta.

No entanto, Maria Suelen acabou com o joelho sendo descolocado para trás e precisou sair de maca da área de luta. Um dos desafios da judoca para Tóquio-2020 era exatamente não aumentar e nem diminuir o peso, por causa das cirurgias que teve no joelho.

Caminho até Tóquio

Em entrevista recente ao UOL Esporte, Maria Suelen Altheman contou quais foram os desafios para chegar às Olimpíadas. A dieta, inclusive, precisou ser reorganizada. Segundo ela, o motivo foi a necessidade de manter, mesmo sem treinos, seu peso ideal para as competições na categoria pesado: 114 kg. Apesar de ter improvisado um tatame em casa, a judoca de 32 anos reduziu drasticamente a intensidade dos treinamentos.

Na categoria em que Suelen compete, não há limite máximo de peso para lutar. E isso casa muito bem com a maneira de pensar da judoca. "Sempre fui muito bem resolvida com meu corpo. A genética da minha família não me permite ser magra e eu nunca quis atingir esse padrão", contou.

Filme na cabeça

Ainda sem saber se há lesão no joelho, Suelen deve estar pensando no drama vivido no Campeonato Mundial de 2014, realizado na Rússia. Na ocasião, a brasileira acabou se lesionando após levar ippon da cubana Idalys Ortiz, uma de suas principais adversárias, e precisou deixar o tatame de maca.

Posteriormente, exames apontaram ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, com necessidade de cirurgia.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informava uma versão anterior deste texto, Maria Suelen compete na categoria acima de 78kg. A informação já foi corrigida.