PUBLICIDADE
Topo

Renato Rezende fica em sétimo na semifinal do ciclismo BMX e é eliminado

Renato Rezende fica em sétimo nas semifinais do ciclismo BMX de velocidade nas Olimpíadas de Tóquio-2020 - Gaspar Nóbrega/COB
Renato Rezende fica em sétimo nas semifinais do ciclismo BMX de velocidade nas Olimpíadas de Tóquio-2020 Imagem: Gaspar Nóbrega/COB

Felipe Pereira

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 00h17

Renato Rezende não se classificou para as finais do ciclismo BMX de velocidade nas Olimpíadas de Tóquio-2020. O brasileiro terminou na sétima colocação de sua bateria durante as semifinais. Apenas os quatro melhores de cada bateria se classificaram. Mesmo assim, ele pode comemorar, já que foi a primeira vez de um brasileiro nas semifinais olímpicas da modalidade.

O brasileiro começou com um ritmo muito forte, ficando em terceiro lugar nas primeiras curvas. Mas seu ritmo não foi constante. Com a pista molhada após a chuva que atrasou em alguns minutos o início da bateria, Renato perdeu velocidade na reta e acabou caindo para a quinta colocação, na qual concluiu a primeira parte da prova. Seu tempo foi de 41.561, contra 39.981 de Niek Kimmann, primeiro colocado da Holanda.

A situação de Renato se complicou na segunda corrida. Ele sofreu uma queda ao se enroscar contra o adversário da Suíça, David Graf, na primeira curva e terminou a prova na sétima colocação, com 1:28.740.

Na última bateria, Renato ficou novamente em sétimo, com o tempo de 40.992 e não conseguiu se classificar para as finais. O brasileiro contou que foi agressivo porque uma semifinal olímpica não permite outra postura. Deu certo na primeira vez, mas terminou em queda na segunda.

"Nessa nível de semifinal, com esses atletas que estavam ali, não podia ter zona de conforto", disse o atleta na zona mista.

Renato estava em sua terceira Olimpíada e conquistou o melhor resultado da história brasileira com as semifinais. Ele vive um ano especial também na vida pessoal e sua mulher está grávida. O brasileiro afirmou que vai ficar 15 dias longe da bicicleta para avaliar a carreira e decidir os próximos passos.

Medalha de ouro no Rio-2016, o americano Connor Fields sofreu uma queda violenta na última bateria de sua semifinal. Três atletas se tocaram e ele teve o corpo arrastado pelo asfalto da pista depois de cair. Connor saiu da área de competição de maca. A organização do BMX não forneceu informações sobre o estado de saúde do americano.

O UOL conversou com a equipe americana de BMX e eles também não tinham informações sobre o estado de saúde dele. Mesmo com o acidente, Connor avançou para a final, mas não há informação se ele vai competir.