PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Brasil tem condições de enfrentar melhores seleções da Europa?

Seleção brasileira ficou com o vice da Copa América após derrota para a Argentina na final - Miguel Schincariol/Getty Images
Seleção brasileira ficou com o vice da Copa América após derrota para a Argentina na final Imagem: Miguel Schincariol/Getty Images

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

12/07/2021 12h24

Resumo da notícia

  • Colunistas analisam se Brasil tem condições de enfrentar melhores seleções da Europa
  • Renato Prado: "Seleção se mostra alguns degraus abaixo das melhores europeias"
  • "Sim, há muito equilíbrio neste cenário entre as principais seleções", diz André Rocha
  • "De enfrentar tem, de ganhar é que são elas", analisa o blogueiro Juca Kfouri
  • Sem dúvida. O Brasil pode ganhar de qualquer um", afirma Julio Gomes
Classificação e Jogos

O vice do Brasil na Copa América e, especialmente, a diferença entre o futebol apresentado pelos times europeus e sul-americanos nas últimas competições trouxeram a seguinte discussão à tona: O Brasil tem condições de enfrentar as melhores seleções do Velho Continente?

Fizemos essa pergunta aos colunistas do UOL Esporte, e a maioria deles ainda acredita na seleção brasileira. E você, o que acha? Confira as respostas dos jornalistas:

Sim, há muito equilíbrio neste cenário entre as principais seleções. O Brasil está na média e não há razão para essa histeria coletiva. É claro que o contexto atual aumenta muito a antipatia ou desprezo pela seleção. Mas até ano que vem o trabalho de Tite deve ter respaldo e o Brasil será competitivo no Catar.
ANDRÉ ROCHA

Claro. Brasil é time bem armado, muito forte defensivamente, com alternativas ofensivas e com um jogador acima da média. Brasil tem sido competitivo há bastante tempo, mas o equilíbrio é cada vez maior no futebol, olha as surpresas na Euro (ainda bem, já que a incerteza de resultado alimenta a paixão pelo esporte). Brasil chegará forte no Qatar, como um dos favoritos ao título.
ANDREI KAMPFF

Com certeza. Não há hoje uma seleção, independentemente do continente, tão acima da média. O equilíbrio é grande, e a Eurocopa foi prova disso, visto, por exemplo, que a finalista Inglaterra é muito atraente do ponto de vista individual, mas tem um coletivo com várias falhas - além de um treinador limitado. O Brasil de Tite é competitivo e está na lista das seleções mais fortes, apesar de depender demasiado de Neymar.
BRUNO ANDRADE

Sim. Todas. O Brasil tem um dos melhores sistemas defensivos do mundo e normalmente toma gols em falhas individuais. Tem um jogador que desequilibra na frente e uma equipe extremamente competitiva. Ninguém está sobrando no cenário do futebol mundial.
DANILO LAVIERI

De enfrentar tem, de ganhar é que são elas. Se não, vejamos, os últimos cinco jogos oficiais que a Seleção disputou contra europeus em Copas do Mundo: Alemanha 7 a 1; Holanda 3 a 0; Suíça 1 a 1: Sérvia 0 a 2; Bélgica 2 a 1...
JUCA KFOURI

Sem dúvida. O Brasil tem uma seleção competitiva, forte em todos os setores, como qualquer seleção europeia. O ajuste de intensidade se faz muito com a bola rolando. O Brasil pode ganhar de qualquer um. Não é superior a muitas, como era antigamente. Mas isso não é assim faz tempo.
JULIO GOMES

Sim. O Brasil é um time competitivo e com força defensiva. Falta encanto e brilho, mas dá para brigar.
MENON

Sim. O Brasil passa longe de ser favorito ao título da próxima Copa. Mas não podemos desprezar a seleção que é líder da segunda melhor Eliminatória do mundo com 100% de aproveitamento. Por isso, não seria surpresa se alcançasse no próximo Mundial as quartas ou até mesmo a semifinal da competição. Mas o título é bem, mas bem improvável mesmo!
MILTON NEVES

O Brasil tem condições de vencer as melhores seleções da Europa. Mas, na minha opinião, França, Itália e Inglaterra seriam favoritas contra a seleção brasileira hoje.
PERRONE

Pelo futebol que está jogando, a seleção de Tite se mostra alguns degraus abaixo das melhores equipes europeias. Claro, num confronto direto, graças ao peso de nossa camisa e a genialidade de Neymar, em um jogo, isso pode até acontecer. Mas numa Copa, em que deverá enfrentar não uma, mas várias seleções do velho continente, não creio nas chances do Brasil.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Com os jogadores que tem, o Brasil tem condições de encarar qualquer seleção do mundo. Mas pelo futebol apresentado nessa reta final de Copa América, fica difícil acreditar que essa seleção de Tite possa bater as melhores do mundo, como Inglaterra, Itália, França, Espanha ou Argentina, principalmente nos mata-matas.
RODOLFO RODRIGUES

Sim. O Brasil está na média das seleções do primeiro escalão. Uma ou outra acaba se diferenciando momentaneamente, mas nada que não possa mudar rapidamente.
RODRIGO COUTINHO

Não dá para ter certeza sobre o estágio do Brasil em relação a seleções europeias porque simplesmente não se enfrentam. Dá no máximo para fazer um raciocínio de que seriam jogos equilibrados pela segurança defensiva da seleção e por Neymar. Mas, de resto, tem menos talento do que times como a França e menos alternativas de jogo do que a Itália.
RODRIGO MATTOS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Seleção Brasileira