PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar: "Flamengo tenta voltar à força com interferência política"

Do UOL, em São Paulo

26/05/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Flamengo retomou os treinos na última semana, mesmo sem a autorização da prefeitura do Rio de Janeiro, e se movimentou politicamente pela volta do futebol e a disputa do Campeonato Carioca, com direito a uma reunião com Jair Bolsonaro (sem partido), em Brasília. O encontro com o presidente da República causou críticas de clubes rivais e o descontentamento de parte dos torcedores do próprio rubro-negro.

No podcast Posse de Bola #34, Mauro Cezar analisa o movimento do Flamengo pelo retorno do futebol e como as autoridades do próprio Rio de Janeiro estão cedendo à pressão do atual campeão brasileiro e sul-americano.

"Se o Flamengo propusesse o confinamento do seu elenco para ficar treinando, poderia até ser um laboratório para se discutir se vale a pena. Se vale a pena os times ficarem com os seus jogadores 15, 20 dias, sai, joga e volta. Então, acho que aí seria uma outra discussão, com a preocupação das autoridades sanitárias, dentro de um planejamento que poderia até ser utilizado por outros clubes, mas não é isso o que o Flamengo está fazendo,.O Flamengo foi lá em cima em Brasília, está tentando à força, com uma interferência muito mais política do que científica", afirma o jornalista (disponível no vídeo acima a partir de 10:33).

"E a Prefeitura do Rio rapidamente dobrou, o Gutemberg de Paula Fonseca, que é ex-árbitro e um dos secretários do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) foi com o dito cujo até Brasília logo depois da ida dos dirigentes. A Prefeitura do Rio rapidamente envergou e aceitou, a nota que foi publicada na semana passada logo depois, com aspas da secretária municipal de saúde, já foram aspas assim de morde e assopra, tentando contemporizar. O prefeito lavou as mãos, largou meio que de mão com aquele papo de 'não há proibição, há recomendação'", completa Mauro.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol