PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


Posse de Bola #34: Flamengo cria inimigos e futebol do Rio pode voltar

Mais Posse de Bola
1 | 25
Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 12h07

No podcast Posse de Bola #34, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira falam sobre a pressão do Flamengo para o retorno do futebol no Rio de Janeiro, incluindo uma reunião na última semana com o presidente Jair Bolsonaro (sem partida), e como a situação cria antipatia pelo clube em meio à pandemia do novo coronavírus, tendo posição contrária de clubes rivais como Botafogo e Fluminense.

Assim como o Flamengo, o Vasco também participou da reunião com Bolsonaro pela volta do futebol, mas não recebeu a mesma repercussão que o clube rubro-negro, o que Mauro Cezar Pereira explica que tem relação com o retorno aos treinos, além de citar a reação positiva e negativa dos torcedores flamenguistas em relação à postura do presidente Rodolfo Landim, enquanto reuniões aproximam o retorno dos jogos do Campeonato Carioca.

"O Flamengo voltou a treinar no dia em que os presidentes foram a Brasília. O Vasco, quando voltou, eu entrevistei depois o presidente do Vasco e ele falou 'só vou treinar quando me autorizarem', e o Vasco não voltou a treinar. Acho que por isso que houve toda essa celeuma muito maior em cima do Flamengo, porque o Flamengo também foi quem marcou o encontro lá em Brasília, o Vasco foi meio na carona. Então a coisa ficou muito mais voltada para o Flamengo porque foi o clube que tomou essa iniciativa", diz Mauro Cezar.

O jornalista explica a diferença de tratamento que o caso teve entre os torcedores do Flamengo e o que causou a reprovação de parte deles, enquanto outros aprovaram a pressa pelo retorno dos jogos.

"Tem uma parcela, que é minoria, mas tem uma parcela que está achando corretíssimo o que o Flamengo fez. Acho não, é uma constatação, que são aquelas pessoas ou que apoiam o presidente da República ou aqueles que acham que o futebol não se mistura com política, então se o dirigente vai até o presidente, seja ele qual for, ele está buscando os interesses do clube e nada mais importa", diz Mauro Cezar.

"Existe essa turma também, o cara pode até não gostar do Jair Bolsonaro, mas se o Flamengo procurou o Jair Bolsonaro, Deus ou o diabo, pelos interesses do clube vale qualquer coisa. Mas é claro que uma outra camada que eu acho que é mais numerosa, não aceita, não concorda e não tolera esse tipo de aproximação por conta do contexto, o contexto não pode ser desprezado", completa.

Ele afirma que a diferença da aproximação de dirigentes a outros políticos sempre ocorreu e não deixará de acontecer, mas a questão em discussão é a aproximação do presidente no momento em que sua popularidade está em queda devido à postura adotada durante uma pandemia.

"Surgem algumas situações como fotos de outros presidentes do Flamengo com outros políticos, presidentes ou não da República, presenteando com camisa e tudo", diz Mauro. "A questão é o contexto. Estamos falando de um presidente da República no meio de uma pandemia, de um comportamento que ele tem tido em relação a isso para dizer o mínimo. É uma aproximação feita com alguém com esse perfil nesse momento, evidentemente vai gerar uma grande polêmica, vai gerar uma repulsa muito grande de boa parte da torcida", completa.

O episódio do podcast também aborda a situação financeiras dos clubes enquanto não há o retorno do futebol, a forma como os rivais paulistas estão cumprindo o acordo de só retornarem juntos, os problemas do Cruzeiro, as críticas de atletas do clube ao técnico Rogério Ceni, além de uma nova impressão em relação ao futebol alemão e o retorno de outras ligas na Europa.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.