PUBLICIDADE
Topo

Histórico

7 brasileiros em baixa na Europa para seu clube contratar por empréstimo

Lucas Paquetá lamenta chance desperdiçada com a camisa do Milan - MArco Luzzani/Getty Images
Lucas Paquetá lamenta chance desperdiçada com a camisa do Milan Imagem: MArco Luzzani/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

14/04/2020 04h00

Gerson, Gabigol e Pedro não deram muito certo no futebol europeu, mas hoje fazem sucesso com a camisa do Flamengo. O mesmo vale para Dudu, principal jogador do Palmeiras há anos, que fracassou na tentativa de se dar bem no Velho Continente.

Os quatro casos apresentados acima mostram que jogadores que andam em baixa em países como Itália, Espanha, Portugal e até mesmo na Ucrânia podem sim voltar para o Brasil e fazer diferença por aqui.

Por isso, é sempre bom os olheiros dos clubes brasileiros estarem atentos sobe como anda o desempenho dos representantes do futebol pentacampeão mundial que estão se aventurando no exterior.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo sete jogadores nascidos no nosso país, que estão mal das pernas na Europa e são ótimas opções para o seu clube buscar por empréstimo no mercado da bola.

LUCAS PAQUETÁ
Meia
22 anos
Milan (ITA)

Negociado pelo Flamengo por 35 milhões de euros (R$ 200 milhões, na cotação atual), há pouco mais de um ano, o jovem meia tem sido uma grande decepção no Milan. Depois de um primeiro semestre até que razoável na Europa, Paquetá vem fazendo uma temporada péssima e não marcou nenhum gol nas 19 partidas em que foi escalado (boa parte delas saindo do banco).

De acordo com a imprensa italiana, o Milan prefere vender o jogador na próxima janela de transferências para recuperar parte do investimento feito. Mas emprestar o meia ao futebol brasileiro para ele ganhar novamente confiança e poder retornar à equipe rossonera no futuro também é uma opção a ser considerada.

JORGE
Lateral esquerdo
24 anos
Monaco (FRA)

Jorge, lateral do Santos, em treino no CT Rei Pelé - Ivan Storti/Santos FC - Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

A recente passagem do lateral pelo Santos foi tão boa que até o recolocou na seleção brasileira. Mas Jorge voltou ao Monaco no começo do ano e, mesmo credenciado pelo futebol mostrado aqui na América do Sul, não conseguiu um espaço no time do principado. O defensir só foi escalado em dois jogos da Copa da França, competição de menor relevância em que reservas costumam ser usados. Com poucas perspectivas de mudar esse cenário, um novo empréstimo para o Brasil pode ser o melhor para a sequência de sua carreira.

KENEDY
Meia
24 anos
Getafe (ESP)

Kenedy - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Cria do Fluminense, foi contratado pelo Chelsea quando tinha só 19 anos e até que teve um bom início na equipe londrina. Mas com o tempo entrou na lista daqueles jogadores que o clube inglês empresta anualmente e que nunca voltam ao seu elenco. O empréstimo ao Getafe já é o terceiro de Kenedy, que atua em todas as posições do lado esquerdo do campo. Voltar ao Brasil poderia dar ao jogador a chance de conseguir realmente colocar sua carreira no lugar e até explodir no cenário nacional.

JUAN JESUS
Zagueiro
28 anos
Roma (ITA)

Juan Jesus, zagueiro da Roma - Clive Brunskill/Getty Images - Clive Brunskill/Getty Images
Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Com a dificuldade da seleção brasileira em renovar seu miolo de zaga para a Copa do Mundo de 2022, Juan Jesus poderia ser um nome interessante para ser testado por Tite. Mas, para ganhar essa oportunidade, ele precisaria ter mais minutos em campo pela Roma. Hoje, o ex-Internacional é a quarta opção do técnico Paulo Fonseca para o setor e tem só 194 minutos jogados na temporada. Voltar ao Brasil na próxima temporada para jogar em um dos grandes do país seria uma chance concreta de mudar esse cenário.

DENTINHO
Meia-atacante
31 anos
Shakhtar Donetsk (UCR)

Dentinho, do Shakhtar Donetsk - Facebook/Shakhtar - Facebook/Shakhtar
Imagem: Facebook/Shakhtar

O ex-jogador do Corinthians tem uma vida das mais consolidadas na Ucrânia. Já são quase nove anos morando no Leste Europeu, com uma interrupção de uma temporada, em que foi emprestado ao Besiktas, da Turquia. Reserva do Shakhtar e pouco utilizado nos jogos mais importantes (esteve em campo por apenas 17 minutos nesta Champions), Dentinho talvez deva pleitear um novo empréstimo com a equipe ucraniana - ou mesmo, a liberação do restante do seu contrato, que termina em 2021.

BRUNO PERES
Lateral direito
30 anos
Roma (ITA)

Bruno Peres - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O lateral voltou à Roma no começo do ano, depois de ser cedido a São Paulo e Sport, e até que tem sido bastante utilizado por lá. Mas o histórico de sucessivos empréstimos desde que chegou ao clube da capital italiana, em 2016, faz com que Bruno Peres tenha lugar cativo na lista dos jogadores que podem ser liberados para se aventurar em outras equipes e depois retornar para a Roma. O contrato do lateral com o clube vai até o fim da próxima temporada, mas pode ser prorrogado em caso de outro empréstimo.

BERNARDO
Lateral esquerdo
24 anos
Brighton (ING)

Bernardo - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Praticamente desconhecido no Brasil, já que deixou o país rumo à Áustria quanto tinha só 20 anos, Bernardo passou pelo futebol alemão (Leipzig) e conseguiu uma vaguinha na Premier League inglesa, simplesmente o campeonato nacional mais poderoso do planeta. Apesar de ser um jogador que se alterna entre os titulares e os reservas do Brighton, um dos piores times da competição, ele tem potencial para construir uma carreira bem interessante por aqui. Bernardo é um tipo de lateral que não se vê muito no Brasil, já que possui características mais defensivas, prioriza a marcação às subidas ao ataque e pode até mesmo quebrar o galho como zagueiro ou volante.