PUBLICIDADE
Topo

Conversa de Portão #17: Bruxa Preta traz previsões para 2021

De Ecoa, em São Paulo

12/01/2021 04h00

No 17º Conversa de Portão, a entrevistada é Pamela Mayala Ribeiro, conhecida como "a bruxa preta" no Instagram. Negra, nascida e criada em Carapicuíba, ela se declara praticante de feitiçaria marginal e oferece serviços como leitura de tarô e aconselhamento astrológico.

Pam Ribeiro conta ao Conversa de Portão que, em 2020, a procura foi grande. "Veio uma galera em busca de se reconhecer dentro da espiritualidade e de autoconhecimento. Foi muito bacana isso, porque ao mesmo tempo em que eu estava me dispondo a ajudar essas pessoas, elas também me ajudaram muito. Tem tido muitas trocas bem gratificantes", afirmou (a partir de 9:43 do arquivo acima).

Segundo ela, muitas pessoas sentiram falta de agarrar a algum tipo de fé porque a pandemia as fez perceber não terem controle sobre nada.

Além de falar sobre o papel da espiritualidade no último ano, a bruxa fez algumas previsões para 2021. Primeiro, disse que muita coisa ainda vai precisar ser reconstruída a nível coletivo devido ao "furacão" que passou com a pandemia, mas que a situação deve melhorar a nível pessoal em relação ao ano passado.

Em seguida, Ribeiro anunciou que "2021 será um ano em que a galera de minoria, o povo marginalizado vai ter mais voz, como já aconteceu em 2020. Mas esse ano com certeza, porque saturno vai entrar em aquário, que é um signo da coletividade, humanitário, que quer fazer a revolução acontecer, então 2021 tende a ter essa energia também", disse (a partir de 17:26 do arquivo acima).

O Conversa de Portão é um podcast produzido pelo Nós, Mulheres da Periferia em parceria com UOL Plural. Novos episódios são publicados toda terça-feira. Este episódio teve produção de Carol Moreno, direção musical de Sabrina Teixeira Novaes, trilha sonora e edição de som por Sabrina e Camila Borges.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Conversa de Portão, por exemplo, no Youtube, no Spotify, no Google Podcasts e no Deezer.