PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Automassagem equilibra energia do corpo, diz terapeuta. Aprenda técnica

Terapeuta indica toque entre as sobrancelhas para abrir a conexão com a intuição - max-kegfire/Getty Images/iStockphoto
Terapeuta indica toque entre as sobrancelhas para abrir a conexão com a intuição Imagem: max-kegfire/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

19/10/2020 04h00

Não é de hoje que são reconhecidas técnicas que estimulam pontos específicos do corpo, caso da acupuntura, para promover bem-estar. A maioria delas, entretanto, precisa ser aplicada por profissionais, que dominam todas as localizações detalhadamente. Mas certas posições podem ser facilmente impulsionadas numa automassagem, promovendo equilíbrio energético.

"Quando estimulados, alguns pontos permitem equilibrar a energia e fortalecer o sistema imunológico. Também aliviam o estresse e a ansiedade, combatem a insônia, acalmam a mente e o coração e trazem vitalidade", lista a terapeuta corporal do Kurma Spa, Dani Cruz, que trabalha na área há 18 anos.

Há vários pontos no corpo que podem ser acionados e que se conectam ao organismo como um todo. Distribuídos por diferentes partes, ou seja, não influenciam apenas a região estimulada, mas podem trazer alívio e bem-estar para a estrutura física inteira. "Isso vai disparar uma mensagem para o corpo, dependendo do ponto estimulado", destaca a especialista.

Tradição milenar

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, existem microssistemas no corpo, localizados nas orelhas, pés (a reflexologia é uma das técnicas que exploram essa região) e crânio, em que cada um representa o próprio organismo, tendo órgãos e funções relacionados a pontos específicos.

Além disso, há pontos identificados nos meridianos, que são canais energéticos que percorrem o organismo e por onde circula a energia vital. "Existem muitos meridianos espalhados pelo corpo e, ao longo deles, localizam-se os pontos de maior acúmulo energético, os quais são trabalhados nas massagens e acupuntura", comenta Dani Cruz.

Da cabeça aos pés

Em casa, de forma rápida e certeira, é possível estimular diferentes regiões a fim de proporcionar alívio imediato a dores e incômodos. A seguir, a terapeuta lista nove deles.

  • Cabeça

Na parte superior do corpo, um dos pontos a serem pressionados é o chamado VG20, que fica no topo da cabeça e corresponde ao chakra coronário. Para estimulá-lo, junte as duas mãos, entrelace os dedos e faça movimentos circulares na região.

"Se quiser ser mais pontual, use as pontas dos dedos e massageie. O estímulo nesse ponto acalma a mente, traz serenidade e relaxamento, diminui a ansiedade e trata distúrbios do sono", detalha.

Outro ponto interessante para ser massageado se localiza entre as sobrancelhas, corresponde ao chakra frontal e tem o nome de Yintang. "Ele acalma a mente, abre a conexão da intuição, melhora a respiração e diminui a cefaleia. Ainda é excelente para ajudar quem tem problema de insônia", diz a terapeuta.

A indicação é adotar adotar ali movimentos circulares. "Subir" com a ponta do dedo até o meio da testa, "puxando" levemente a região. Alternar os dedos indicadores de ambas as mãos, em movimento contínuo, também é recomendado.

"Para ajudar na respiração, faça uma pinça com os dedos e massageie a sobrancelha, abrindo para a lateral. Isso abre os pontos perto do canal lacrimal", indica Dani Cruz. Igualmente, vale massagear as têmporas.

  • Orelha

Já na orelha, onde existem pontos relacionados a diversos órgãos, definidos pela medicina tradicional chinesa - a chamada auriculoterapia -, um dos pontos a serem estimulados fica na junção do lóbulo com o rosto, bem eficaz para o controle da ansiedade.

"Tanto a massagem auricular, quanto o Do In, que é a automassagem feita nos pontos do corpo, devem levar de 2 a 5 minutos, com movimentos circulares e de pressão moderada", observa Dani Cruz. Outro detalhe: é importante impulsionar os dois lados, quando pertinente.

  • Tronco

Descendo para a parte central do corpo, passando a mão na nuca, o estímulo pode acontecer na vértebra mais aparente no final do pescoço. Trata-se da VG14, também chamada de grande vértebra. Ativar tal ponto ajuda a imunidade, diminui o estresse, acalma a mente e melhora a rigidez cervical.

A dica da terapeuta é alternar o estímulo: ora massageando com as pontas dos dedos, de forma circular, ora pressionando. Ainda recomenda-se dar leves batidinhas com a mão em forma de concha, o que proporciona relaxamento.

Mais abaixo, no peito, entre os mamilos, fica o VC17, onde se localiza o chakra cardíaco. O estímulo ali melhora a sensação de opressão no tórax, acalma o coração e fortalece o sistema imunológico. "Pressione e faça movimentos circulares com as pontas dos dedos de ambas as mãos, sem esquecer de respirar profundamente", ensina.

Um terceiro ponto no tronco a ser trabalhado é o VC4, localizado a quatro dedos abaixo do umbigo. "É um tônico geral. Fortalece e acalma a mente", orienta a terapeuta corporal.

  • Pernas e braços

Tanto nos membros superiores quantos nos inferiores há pontos que podem ser estimulados. Um deles é o F3, localizado no dorso do pé, mais especificamente na depressão entre o primeiro dedo e o segundo.

"É um ponto miorrelaxante, ou seja, provoca o relaxamento do sistema muscular esquelético. Ainda acalma a mente e trata enxaqueca", explica Dani Cruz.

Outro é o IG4, nas mãos, localizado entre o polegar e o indicador. Para identificá-los, coloque os dois dedos em paralelo: ele fica bem no fim da prega formada. Segundo a terapeuta, estimulá-lo promove bem-estar e relaxamento, além de fortalecimento do sistema imunológico e alívio de dores.

Por fim, há o C3, localizado na dobra medial do cotovelo (parte interna), quando o braço é flexionado. O estímulo ali acalma a mente, trata insônia e a ansiedade.

Frequência e cuidados

De acordo com Dani Cruz, a automassagem pode ser feita todos os dias ou sempre que houver necessidade, respeitando o tempo de 2 a 5 minutos. É permitido usar óleo apropriado para facilitar os movimentos.

Em relação aos cuidados, são poucas as contraindicações, mas gestantes devem evitar estimular o IG4, nas mãos, mesmo sendo um dos mais conhecidos para automassagem. Isso porque é sensível e estimula a contração uterina. O ponto VC4 também deve ser evitado por quem está grávida.

Alto Astral